NOTÍCIAS

Projetos e Premiações 13:49, 23 set 2019 Tijolo ecológico criado em escola estadual de Itumbiara é o único representante do Centro-Oeste em prêmio nacional

Tijolo ecológico criado em escola estadual de Itumbiara é o único representante do Centro-Oeste em prêmio nacional

Projeto desenvolvido no Colégio Estadual Dom Veloso já passou pela primeira etapa de seleção e foi premiado com um tablet

Um tijolo ecológico produzido a partir da mistura de três elementos inusitados

garantiu ao Colégio Estadual Dom Veloso, de Itumbiara, ser um dos 10 selecionados para a etapa final do prêmio Respostas para o Amanhã. A instituição de ensino é a única representante da região Centro-Oeste na edição 2019 do prêmio.

O projeto que rendeu visibilidade nacional ao colégio utiliza restos de construção, cinza de cana-de-açúcar e garrafas pet para confeccionar tijolos ecologicamente corretos e de alta durabilidade. “São muitos trabalhos e de todas as regiões e saber que o nosso está entre os 10 finalistas é uma alegria inexplicável”, diz a professora Ayanda Ferreira Nascimento Lima, que está à frente da iniciativa.

Formada em Biologia e cursando o doutorado em Biologia Celular e Molecular Aplicada à Saúde, Ayanda conta que a ideia surgiu para resolver um problema criado a partir de uma reforma feita no colégio. “As obras geraram uma caçamba inteira de resíduos e nós não queríamos que os entulhos fossem descartados no lixão da cidade”, afirma ela.

Garrafas pet

O projeto, intitulado “Engenharia Sustentável: Uso de Resíduos na Fabricação de Tijolos Ecológicos”, foi desenvolvido com a participação de 15 alunos do 2º ano A do Ensino Médio. A professora explica que a partir de pesquisas sobre materiais utilizados na composição dos tijolos, eles descobriram que era possível substituir o cimento por cinza de cana-de-açúcar.

“Acrescida de resíduos de garrafas pet, essa mistura tornava os tijolos ainda mais resistentes. A inovação do nosso projeto foi a associação destes três elementos”, destaca Ayanda. Para testar a resistência do produto, segundo ela, foram realizados dois testes com prensa hidráulica no laboratório de construção civil de uma instituição de ensino superior de Itumbiara. O laudo técnico foi assinado pelo coordenador do curso de Engenharia Civil, Alessandro Oliveira da Silva.

O projeto desenvolvido no colégio estadual de Itumbiara é interdisciplinar e incluiu outras disciplinas. “Na parte de reaproveitamento resíduos e os prejuízos ao meio ambiente tivemos conhecimentos de Biologia; o professor de Física, Adriano Rodrigues Teixeira, nos auxiliou nos testes de compressão e absorção de água; a colaboração da professora de Matemática, Maria Terezinha do Carmo Martins, também foi fundamental, já que para fazer o teste de compressão era preciso medir a área da superfície dos tijolos. Tivemos ainda a participação da professora de Apoio, Joana Cândida da Silva Ferreira, que acompanhou um aluno da turma diagnosticado com síndrome de down”, comenta Ayanda.

Respostas para o futuro

O tijolo ecológico da rede pública estadual já rendeu prêmios à instituição. Na primeira etapa da seleção, o professor-orientador e dois professores parceiros foram premiados com um tablet. Agora a torcida de todos agora é para que o projeto seja selecionado como uma das três melhores experiências da fase final, garantindo ao colégio uma TV 55’ e um notebook.

O projeto do Dom Veloso está concorrendo com escolas públicas de cidades do Ceará, Piauí, Roraima, Pará, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Amazonas. Enquanto aguardam o resultado, alunos e professores do colégio estadual estão focados em outro objetivo: arrecadar recursos para levar o projeto à Feira Ciência Jovem, que será realizada no mês de novembro em Pernambuco.

Em sua sexta edição, o prêmio Respostas para o Amanhã já registrou 18 mil projetos e 153 mil estudantes inscritos. O prêmio tem como proposta estimular e reconhecer projetos de investigação e experimentação científica e tecnológica realizados por estudantes do Ensino Médio da rede pública, que venham a apresentar soluções para os problemas enfrentados pela sociedade.


Tags: GO Projetos e Premiações Seduc Goiás