NOTÍCIAS

Projetos e Premiações 15:57, 14 mai 2019 Selo 'Quem Educa, Faz!’ valoriza práticas pedagógicas bem sucedidas das escolas públicas do Tocantins

Cerca de 50 profissionais da educação receberam homenagem durante solenidade no Palácio Araguaia Para a diretora da DRE de Araguaína, Ana Cláudia Martins, o selo fortalece o processo de ensino e aprendizagem A diretora Edileuza Araújo de Souza atribui premiação à integração entre escola e comunicação Adriana Aguiar recebe placa em sua homenagem entregue pelo vice-governador Wanderlei Cardoso e pela deputada Valderez Castelo Branco Profissionais da educação recebem homenagem durante lançamento do ‘Selo Quem Educa, Faz’ Para secretária, o selo é uma estratégia de reconhecimento do trabalho dos educadores
Foto: Marcio Viera/Governo do Tocantins

O selo consiste numa seleção e premiação de práticas pedagógicas. Para participar e concorrer ao prêmio, os educadores farão suas inscrições online no site da Seduc

O selo Quem Educa, Faz, lançado nesta terça-feira, 13, pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), reconhecerá o mérito de educadores pela contribuição dada à melhoria da qualidade da educação básica, por meio do desenvolvimento de experiências pedagógicas e de apoio às práticas bem-sucedidas. Na ocasião do lançamento, foram premiados os educadores que representam as escolas que conquistaram o prêmio Escolas Comunitária de Gestão Compartilhada, em 2017.

"Esse selo é uma estratégia de reconhecimento do trabalho que os educadores vêm desenvolvendo nas escolas tocantinenses. Nós buscamos um trabalho de excelência e, da forma que os nossos educadores estão fazendo, teremos como resultado bons indicadores que serão reconhecidos pela Seduc", explicou a secretária Adriana Aguiar.

Presente na solenidade, o vice-governador Wanderlei Barbosa defendeu que o reconhecimento do trabalho dos educadores é um reforço à motivação. "Queremos fazer do selo uma prática permanente do nosso Governo, pois, professores reconhecidos são profissionais que se motivam cada vez mais e que conseguem fazer com que os alunos tenham bom resultado na aprendizagem", apontou.

O selo consiste numa seleção e premiação de práticas pedagógicas. Para participar e concorrer ao prêmio, os educadores farão suas inscrições online no site da Secretaria da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), podendo concorrer em uma das duas categorias da premiação.  As inscrições para primeira categoria devem ser realizadas até o dia 3 de junho de 2019, e para segunda até 9 de agosto de 2019.

A primeira categoria é Indicadores de Qualidade/Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb), que abrange as subcategorias: Diretorias Regionais de Educação (DRE); escolas estaduais; Secretarias Municipais de Educação/escolas municipais; professores de Língua Portuguesa e/ou Matemática de 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio.

A segunda categoria contemplará os projetos pedagógicos das seguintes subcategorias: professores da Educação Infantil; professores do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental; professores do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental; professores do Ensino Médio; iniciativas pedagógicas – para servidores que atuam nas escolas, nas Diretorias Regionais de Educação e nas Secretarias Municipais de Educação.

Com a premiação, os melhores trabalhos serão agraciados com placas e certificados; participação em intercâmbios culturais educacionais, estadual e interestadual; participação na cerimônia de premiação, em 2020, após a divulgação do Ideb; bonificação para os profissionais das escolas e publicação dos projetos selecionados. 

Para a diretora regional de Educação de Araguaína, Ana Cláudia Martins de Oliveira, o selo vem fortalecer o trabalho desenvolvido nas escolas. "Já começamos mobilizar as diretorias e as secretarias municipais, para desenvolverem ações que fortaleçam o processo de ensino e aprendizagem e que sejam contempladas pelo selo", disse.

Premiação

A Seduc entregou o prêmio Escola Comunitária de Gestão Compartilhada aos educadores de 12 unidades escolares pelo bom desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente ao ano de 2017.

"Entendemos que se os nossos educadores fazem o melhor pela educação a Secretaria também tinha que fazer a sua parte entregando essa premiação", destacou a gestora da Seduc, Adriana Aguiar.

A Escola Estadual Floresta, de Paranã, foi uma das que conquistaram o prêmio de maior crescimento no ensino fundamental, anos finais. Em 2017, a unidade escolar tinha como objetivo alcançar 5,1 no Ideb e alcançou 6,1. A gestora da escola, Edileuza Araújo de Souza, destacou os principais pontos que resultaram nessa conquista.

"Esse prêmio é fruto do trabalho da equipe escolar com a comunidade, principalmente do trabalho da professora que assumiu a missão de desenvolver o aprendizado nessa escola que fica na zona rural do município, trabalhando com base nos seguintes pilares: acompanhamento individualizado, realização de simulados, reuniões com os pais e acompanhamento pedagógico", ressaltou.

Homenagens

Durante a solenidade também foram realizadas homenagens a 13 professores aposentados, representando cada uma das 13 Diretorias Regionais de Educação, que receberam placas em sua homenagem. Ainda foram prestigiados 26 professores, sendo dois de cada DRE, que receberam a certificação das iniciativas educacionais reconhecidas em âmbito nacional, estadual e municipais. Pelos anos de destaque à frente da gestão da Educação, a professora Adriana Aguiar recebeu uma placa em sua homenagem. Também foi realizada uma homenagem, in memorian, a professora Gildene Ferreira dos Santos.

Tags: Tocantins TO Seduc TO Projetos e Premiações