NOTÍCIAS

OBFEP 14:23, 16 ago 2019 Mais de 40 mil estudantes alagoanos participaram da primeira etapa OBFEP

Cerca de 90 estudantes do Colégio Bom Conselho responderam a prova De acordo com Luciana Ciríaco, sete turmas da Afrânio Lages participaram da OBFEP Ronaldo Araújo gostou da prova e está curioso para descobrir como é a segunda fase, caso seja aprovado Damiana Melo buscou incentivar a participação na Olimpíada Luciana Ciríaco enxerga as olimpíadas como oportunidade de futuras entradas no ensino superior Elisama Santos participou da OBFEP pela segunda vez
Foto: José Demétrio

Provas contaram com a participação de 149 escolas; segunda fase será em outubro

Texto de Ana Carolina Lima

Estudantes da rede pública alagoana participaram, nesta quarta-feira (14), da primeira etapa da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP). De acordo com dados da organização do evento, em todo o estado, 40.588 alunos de 149 redes municipais, estadual e federal responderam à prova da primeira fase da OBFEP. Realizada pela Sociedade Brasileira de Física (SBF), a olimpíada visa valorizar a escola pública e fomentar o interesse dos jovens pelas ciências exatas, em especial a física. Em Alagoas, a OBFEP é aplicada pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e conta com o apoio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), redes municipais de ensino e o Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

Na capital, mais de 30 escolas fizeram as provas da Olimpíada. Dentre elas, as Escolas Estaduais Professor Afrânio Lages e Nossa Senhora do Bom Conselho –no Cepa –, onde aproximadamente 180 alunos responderam a avaliação.

Segundo Damiana Melo, diretora-geral da Escola Nossa Senhora do Bom Conselho, a equipe pedagógica da unidade trabalhou para mostrar a importância da participação na Olimpíada. Nesta edição da OBFEP, apenas o Ensino Médio da escola participou, com quase 90 alunos respondendo à prova. Como atividade preparatória, os professores foram orientados a resolver questões, junto aos alunos, das edições passadas.

“Nosso primeiro passo foi motivar, conscientizar e mostrar pra eles que é mais um exercício de avaliação externa, para eles também se autoavaliarem. Hoje o número de participantes é muito maior, então temos mais chances de conseguirmos resultados melhores”, estima.

Para a diretora adjunta da Escola Afrânio Lages, Luciana Ciríaco, a OBFEP e outras olimpíadas funcionam como mola propulsora para o ingresso no ensino superior. “A OBFEP é importante para estimular o conhecimento e também porque as olimpíadas são, muitas vezes, portas abertas para a vida acadêmica. Nossa ideia é estimular ainda mais conhecimento e incentivar a vida acadêmica por meio desse universo das olimpíadas”, relata a diretora adjunta.

Expectativa - Ronaldo Araújo é apaixonado pela área de exatas. O estudante da 2a série do Ensino Médio da Escola Nossa Senhora do Bom Conselho, ele aprovou a avaliação. De acordo com o estudante, as questões não foram complicadas e a abordagem se deu com conteúdos tipicamente trabalhados no cotidiano das aulas de física. “Estou ansioso para saber se me classifiquei para a segunda fase. Acredito que será um pouco mais difícil que esta primeira etapa, e isso é bom, pois vamos nos testando e desafiando nossos conhecimentos”, complementou.

Participando pela segunda vez da OBFEP, Elisama Santos comenta sobre o aprendizado que é participar da Olimpíada. Apesar de não ter conseguido chegar à segunda etapa em 2018, a jovem acredita estar melhor preparada este ano e segue vendo a prova como uma oportunidade de crescimento enquanto estudante.

“Pude aprender bastante coisa no ano passado e acredito que esse ano não será diferente. Eu acho a Olimpíada essencial, é muito bacana para testar nossos conhecimentos e até causar novos questionamentos cujas respostas descobriremos ao longo do tempo”, disse Elisama.

Segunda fase -  Os alunos classificados para a segunda fase da Olimpíada farão provas em 19 de outubro, em centros/ escolas polos pré-divulgadas pela organização. A previsão do resultado final da edição 2019, com a lista de medalhistas, é para o dia 10 de janeiro de 2020.


Tags: Alagoas AL Rede Pública Estadual OBFEP Física