NOTÍCIAS

Empreendedorismo 11:15, 31 out 2019 Estudantes sergipanos desenvolvem startup que utiliza mangaba como matéria-prima

Ueverton Costa, aluno Fernando Cruz, professor
Foto:

Integrando Educação e Empreendedorismo, a iniciativa foi arquitetada a partir de métodos e inteligência de negócios,

O perfil de liderança é algo comum na rotina do estudante Ueverton Francisco Costa, aluno do Centro de Excelência Arquibaldo Mendonça, localizado em Indiaroba, cerca de 96km de Aracaju, unidade que oferta o Ensino Médio em Tempo Integral. Foi nessa perspectiva do engajamento empreendedor que ele, juntamente com mais cinco colegas, desenvolveu um startup que utiliza a mangaba como produto base para a produção de uma cerveja artesanal. A Cervejaria Pontal surgiu após o grupo de amigos participar de um curso promovido pela Prefeitura de Indiaroba, em parceria com a Junior Achievement, JA Startup, empresa norte-americana sediada na região do Vale do Silício, estado da Califórnia. A ação beneficiou cerca de 50 jovens do ensino médio do município sergipano.

Integrando Educação e Empreendedorismo, a iniciativa foi arquitetada a partir de métodos e inteligência de negócios, por meio dos quais os jovens estudantes poderiam aprender e praticar os modernos conceitos e ferramentas para criar e desenvolver startups. O curso aconteceu em 2018, mas a inquietude dos jovens de Indiaroba ultrapassou os ensinamentos adquiridos. Atualmente eles recebem consultoria da JA Startup e trabalham para patentear a marca e iniciar a linha de produção, em parceria com uma empresa de Aracaju.

Orgulhoso com o rumo que sua ideia foi trilhando, o estudante Ueverton Costa, de 18 anos de idade, disse se sentir feliz em fazer parte de um projeto que saiu da escola. Ele ainda assegura que o objetivo de desenvolver a cerveja artesanal a partir da mangaba “é uma forma de homenagear este fruto tão simbólico para Sergipe e que tem produção expressiva nesta região”, destacando também a importância das catadoras de mangaba do povoado Pontal, comunidade homenageada da região sul do Estado e que serviu de inspiração para o nome do projeto.

Pretendendo seguir a carreira em administração de empresas, Ueverton confidenciou gostar de desafios. “Eu acredito que seja um dom trabalhar com isso. Sempre gostei e me interessei por essa área”, completa o estudante, que tem experiência em outras iniciativas, como a participação no Programa Centelha SE, que visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no estado, além de ser semifinalista na seleção do programa de televisão Shark Thak Brasil, reality show de investidores veiculado pela Band TV e Discovery Channel.

Outro jovem empreendedor que participou de todo o processo de criação da Startup foi o estudante Flauber José dos Santos Teixeira, sócio no projeto. Ele avalia como enriquecedora sua experiência no curso promovido pela JA Startup, que lhe proporcionou uma visão diferenciada sobre o empreendedorismo. A partir do curso, o consultor ambiental conquistou independência e decidiu investir o conhecimento adquirido em outros projetos. Ele ainda considera importante que a execução dessas iniciativas seja pautada na união do grupo.

Flauber também destacou a escolha pela mangaba como base para a produção de cerveja artesanal. “É um fruto que tem um significado muito importante para essa região, a partir de atividade agrícola que beneficia centenas de famílias. Nossa proposta é trazer esse sabor conhecido pelos sergipanos como marca principal”, disse o diretor executivo da Startup, que lançará a cerveja no dia 26 de novembro, em Indiaroba.

Apoio

Pilar importante na execução e trabalho de ideias, a escola garante o saber acadêmico para a vida, como explica o professor Fernando Vanilson Cruz, coordenador pedagógico do Arquibaldo Mendonça. Ele relata que é de arrepiar o engajamento e comprometimento dos estudantes ao pensar projetos que vão além da sala de aula. “Além da excelência acadêmica, nesse espaço também acontece a formação para o mercado de trabalho, e a Educação tem o poder de ser interdimensional e agregar diversas vertentes de conhecimento que estimulam o processo criativo e aprendizagem desses estudantes”.


Tags: Portal Sergipe SE Empreendedorismo