Ensino Médio

Ensino Médio

Frente BNCC e Flexibilização

A Frente de trabalho BNCC e Flexibilização Curricular estabeleceu como propósito de sua atuação apoiar a elaboração de um posicionamento do Consed para: incidência na definição de um desenho de BNCC que potencialize a flexibilização curricular e a concepção de um conjunto de premissas comuns aos estados para a construção de arquiteturas de flexibilização curricular que promovam igualdade de acesso e aprendizagem a todos os estudantes.

Os objetivos da frente de trabalho ao longo do ano de 2017 foram:

  1. Buscar formas de influenciar a proposta  da BNCC para assegurar a real possibilidade de execução da flexibilização curricular;
  2. Ter um posicionamento dos estados de premissas comuns para todos garantindo a qualidade e equidade no desenho da arquitetura curricular do EM envolvendo a flexibilização curricular;
  3. Compartilhar experiências de flexibilização curricular em ação.


A Frente de trabalho BNCC e Flexibilização Curricular pactuou a elaboração de 3 produtos para o ano de 2017:

Produto 1 - Publicação: Relatos de iniciativas de flexibilização Curricular

A publicação contem textos de relatos de experiências dos estados que possuem iniciativas de flexibilização curricular.

Essa publicação faz parte do Livro Virtual do GT do EM.


Produto 2- Documento: Compilação de Planos Estaduais de Comunicação sobre as mudanças no Ensino Médio

O documento contem o trabalho realizado pela frente na concepção de uma proposta de documento matriz para a elaboração de planos de comunicação sobre as mudanças que ocorrerão no Ensino Médio e o seu desdobramento em cada estado na concepção de um Plano Estadual de Comunicação do Novo Ensino Médio.


Produto 3 - Documento com consensos e dissensos sobre a proposta da BNCC do EM 

O documento é fruto das reflexões dos técnicos integrantes da frente considerando a proposta da versão 2 da BNCC, a proposta do MEC para a versão 3 da BNCC do EM e a necessidade de viabilidade da flexibilização curricular.