NOTÍCIAS

Sergipe 09:28, 25 set 2020 Setembro Amarelo é lembrado por aluna da rede estadual no projeto "Ei, aperte o play"

Foto:

O projeto destinado aos alunos da rede estadual traz temas atuais em formato de pequenos vídeos

A jovem protagonista Karen Pereira estará em mais um vídeo do projeto “Ei, aperte o play” na última edição do mês para falar a respeito do Setembro Amarelo. Karen é estudante do Centro de Excelência Joana de Freitas, unidade que oferta o Ensino Médio em Tempo Integral no município de Propriá, e compartilha a sua visão mediante as atividades e reflexões sobre depressão, ansiedade e temas transversais debatidos no mês de setembro em virtude da campanha de prevenção ao suicídio. A Iniciativa foi desenvolvida pela Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do Núcleo Gestor de Educação em Tempo Integral (Ngeti) e da Assessoria de Comunicação (Ascom), e pode ser acompanhada no canal do YouTube da Educação Sergipe:www.youtube.com/educacaosergipe

A estudante produziu o vídeo e já está familiarizada com as técnicas de enquadramento, iluminação, edição e roteiro, mostrando que estava atenta às dicas da primeira formação do projeto "Ei, aperte o play". Na tela, Karen evidencia a preocupação acerca da doença mais incapacitante do mundo, que é a depressão, de acordo com informações divulgadas pela Organização Mundial da Saúde. Segundo a garota, o dado veio antes da pandemia e, agora, com o novo contexto social que pegou de surpresa todo o mundo, as aflições e frustrações tiveram um elevado crescimento entre crianças, jovens, adultos e idosos.

“A depressão são problemas nos neurotransmissores, em que os hormônios estão ausentes e causam desequilíbrio emocional para a pessoa. Então não é frescura não; é um problema que acontece nos neurotransmissores, nos neurônios”, alerta Karen. O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização e alerta ante o ascendente número de casos de pessoas acometidas pela doença. Para ela, a ajuda primordial deve vir de uma pessoa que está atenta às mudanças de comportamento dentro de casa, mas também poderá acontecer de pessoas fora do seio familiar. “É necessário prestar muita atenção, e os familiares têm que procurar ajudar de alguma forma. A pessoa depressiva se sente muito sozinha”, ressalta.

Ei, aperte o play!

Lançado no dia 4 de agosto, o projeto ainda está recebendo material produzido pelos estudantes. Os vídeos são recebidos por meio digital, no link:https://forms.gle/inv1EL6ptrqbCDf5A, e selecionados para divulgação no canal do YouTube da Seduc. O formulário está aberto permanentemente para envio do material sobre qualquer um dos temas propostos.

Os estudantes deverão escolher um dos temas propostos e produzir vídeos em diversas linguagens, como documentário, entrevista, animação, ficção, entre outras. Os alunos poderão enviar quantos vídeos quiserem, mas cada produção deverá ter a duração máxima de três minutos. A equipe do Ngeti realizará a seleção dos vídeos, que serão publicados no canal do YouTube da Seduc: Educação Sergipe.

Uma vez por mês será realizada uma live no canal do YouTube da Seduc para divulgação e conversa sobre o processo de produção dos vídeos que foram publicados. Poderão participar estudantes, gestores, coordenadores e professores envolvidos no processo.


Tags: Sergipe SE