NOTÍCIAS

Tocantins 19:25, 22 nov 2019 Seminário sobre novas práticas educacionais é realizado em Palmas nesta sexta-feira, 22

Railma Bezerra Soares apresentou um projeto sobre protagonismo estudantil Realização do Seminário Conectando Saberes, núcleo de Palmas Silmara Siqueira Rosário Machado participa pela primeira vez e quer aprender para aplicar no trabalho da escola Valdemiza Rodrigues Cardoso com Patrícia Evelin participando do seminário Priscila Freitas Machado desenvolveu o projeto sobre empreendedorismo Conforme Adolfo Bezerra de Menezes, quem está na educação é porque acredita nela Para Marisa Aparecida Alves Santos, o seminário é para a apresentação e troca de experiências sobre os projetos que foram aplicados
Foto: Josy Karla/Governo do Tocantins

Foram selecionados dez projetos sobre práticas de ensino dentro da Rede Conectando Saberes

Abrão de Sousa/Governo do Tocantins

Professores das redes estadual e municipais de educação participaram do ‘Seminário Local do Projeto Nacional Conectando Saberes do Núcleo de Palmas da rede Conectando Sabres, nesta sexta-feira, 22, em Palmas. O encontro ocorreu na sala de reuniões da Diretoria Regional de Educação, onde cerca de sessenta profissionais de educação compartilharam experiências de sucesso realizadas nas unidades escolares.

O objetivo do evento é apresentar e trocar experiências educacionais de sucesso sobre 10 projetos selecionado entre mais de 50 inscritos sobre boas práticas realizadas pelos professores.

De modo nacional, o Conectando Saberes objetiva em suas ações reunir projetos inovadores em três categorias educacionais: projetos pedagógicos, elaborados por professores, projetos de formação continuada, elaborados por coordenadores pedagógicos, e projetos político-pedagógicos elaborados por diretores escolares.

No Tocantins, a rede Conectando Saberes conta com dois Núcleos, sendo um em Palmas e outro em Figueirópolis. O Núcleo de Figueirópolis é coordenado pelo professor Weliton de Freitas Silva. Em Palmas, a coordenadora é a professora Marisa Aparecida Alves Santos. Ambos já foram premiados nacionalmente por boas práticas educacionais.

A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) aderiu à inciativa que possibilitará dar mais visibilidade às ações desenvolvidas pelos educadores da rede estadual de ensino. A rede Conectando Saberes envolve educadores de todo o País e tem o apoio do Instituto Lemann.

Segundo Priscila de Freitas Machado, professora no Centro Municipal de Educação Infantil Sementes do Amanhã, “o trabalho com projetos envolve bastante os estudantes”, contou. Priscila disse ainda que o projeto ‘Pequenos empreendedores, grandes economistas’ teve o objetivo de desenvolver atitudes empreendedoras e estimular ações inovadoras para o uso adequado de recursos econômicos e naturais. Ela conta que “foi grande a adesão dos pais e responsáveis pelos estudantes, sobretudo dos pequeninos da educação infantil que se preparavam para ingressar na creche”, destacou.

Silmara Siqueira Rosário Machdo, professora na Escola Estadual Setor Sul, de Palmas, esteve no encontro pela primeira vez. Para ela, as expectativas para conhecer mais sobre o projeto e aplicar na escola onde trabalha são das melhores. “Estou com muitas expectativas de aprendizado sobre o Conectando Saberes, desejo colocar em prática muitas ideias observadas e discutidas nesse encontro”, ponderou.

Railma Bezerra Soares, professora do Colégio Estadual Rio Sono, do município de Rio Sono, foi uma das selecionadas entre os dez projetos. Ela aplicou um projeto sobre protagonismo juvenil para a construção de um país melhor para se viver. Para Railma, o momento é de muita felicidade. “Estou muito feliz por ter sido selecionada no prêmio conectando boas práticas, pois compartilhar minhas práticas com outros professores representa uma realização em poder trocar experiências de sucesso”, destacou.

Valdemiza Rodrigue Cardoso, professora na Escola Municipal Francisco Oliveira, do município de Xabioá, teve o projeto ‘Madrinhas de alfabetização’ selecionado. É um projeto que têm pessoas voluntárias contribuindo com a alfabetização das crianças que têm dificuldade em aprender. Ela fala que “as pessoas mesmo estando fora da sala de aula podem contribuir. Chamamos funcionários de outros departamentos da escola, que adotaram algumas crianças para ensina-las a ler. Iniciamos a ação por uma pessoa que trabalha como auxiliar de serviços gerais”, concluiu.

Patrícia Evelin participou do Seminário com a professora Valdeniza. Para ela, “a presença de um gestor junto ao funcionário proporciona mais segurança e valorização. Ainda mais com a educação que é a base de tudo. Quando o servidor é acompanhado ele sente mais valorizado”, ponderou.

Conforme Adolfo Bezerra de Menezes, diretor regional de Educação de Palmas, quem está na educação é porque acredita nela. “Somos educação e a respeitamos. Eu continuo trabalhando na educação porque acredito, mesmo quando ocorrem momentos meio complicados. Lutamos e trabalhamos porque queremos que aconteça o melhor para os nossos estudantes. Todos têm capacidade para aprender, cada um com a sua individualidade”, disse.

Para Marisa Aparecida Alves Santos, diretora da Escola Estadual Novo Horizonte e coordenadora do núcleo da rede Conectando Saberes de Palmas, o seminário é para a apresentação e troca de experiências sobre os projetos que foram aplicados. “Podem participar professores de escolas públicas que acreditam na transformação do estudante. É gratificante perceber que existe lado bom na escola pública. Quando selecionamos os projetos, não sabíamos de quais escolas eram eles, porque não visualizamos os nomes, de repente, se percebe que há escolas bem próximas da gente realizando boas práticas. Creio que saíremos desse encontro ainda mais empoderados para a transformação da sociedade”, finalizou.

Projetos Selecionados

‘O que os povos indígenas nos ensinam?’ do Colégio Estadual de Cristalândia, de Cristalândia, professora Elizabeth Aires Leite.

‘Sala Virtual de Aprendizagem’, da Escola Paroquial Cristo Rei, de Tocantinópolis, professora Gerlane Rocha Galvão Carneiro de Medeiros.

‘Empreendedorismo: um mundo de possibilidades’, do Colégio Estadual Padrão, de Brejinho de Nazaré, professora Kátia Simone da Cunha Varão.

‘# Sou 8.0’, do Colégio Estadual Girassol de Tempo Integral Rachel de Queiroz, Palmas, professora Katilce de Souza Guedes.

‘Vale preservar: ação ambiental, transformando o lixo em luxo, da Escola Estadual Vale do Sol, de Palmas, professora Osita Nepomuceno.

‘Pequenos empreendedores, grandes economistas, do Cmei Sementes do Amanhã, de Palmas, professora Priscila de Freitas Machado.

‘Elaboração de projeto de lei: protagonismo estudantil na construção de um país melhor’, do Colégio Estadual Rio Sono, de Rio Sono, professora Railma Bezerra Soares.

‘Madrinhas de Alfabetização’, da Escola Municipal Francisco Oliveira, de Xabioá, professora Veldemiza Rodrigues Cardoso.

‘Nós vemos pancs onde você vê mato: plantas alimentícias não convencionais em nossa comunidade, do Colégio Estadual Padrão, de Brejinho de Nazaré, professora Wanderlucia Ferreira dos Santos.

‘ Meninas protagonistas: separadas somos pétalas, juntas somos rosas, do Colégio Estadual São José, de Palmas, professora Zoelia Tavarez de Castro. 


Tags: Tocantins TO REGIÃO NORTE