NOTÍCIAS

Pará 19:00, 6 mar 2018 Seduc realiza no Pará o evento Dia D da BNCC

Foto:

Seduc realiza no Pará o evento Dia D da BNCC

Técnicos, gestores de Unidades Seduc na Escola (USEs) e Unidades Regionais de Educação (UREs), diretores e professores de escolas de todo o Estado participaram, na manhã desta terça-feira, dia 6, no auditório da Escola Estadual de Educação Tecnológica Anísio Teixeira, em Belém, do dia nacional de mobilização em torno da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. A data, marcada como o Dia D de Discussão da BNCC - que é o documento que define os conhecimentos essenciais que todos os alunos da Educação Básica tem o direito de aprender, foi instituída pelo Ministério da Educação (MEC), Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e secretarias estaduais e municipais de Educação para promoção de discussões sobre a estrutura e as competências do texto, homologado pelo MEC em dezembro do ano passado.

  Para a diretora de Ensino Infantil e Fundamental da Seduc, Marizete Martins, o Dia D representa apenas o início de uma mobilização que deverá reverberar o ano inteiro nas escolas do Estado e dos municípios a fim de que, em 2019, as redes de ensino estadual e municipais já possam contar com currículos escolares adaptados às novas exigências da BNCC. “A partir de hoje, todas as nossas escolas deverão desenvolver eventos e momentos semelhantes a esse, para que possamos, no ano que vem, implementar efetivamente a BNCC. Para isso, a Seduc estará à disposição das escolas, para ajudar no que for necessário”, destacou.

  A secretária adjunta de Planejamento e Gestão da Seduc, Mariléa Sanches, representou a titular da Secretaria, Ana Claudia Serruya Hage, no evento e ressaltou o fato de a BNCC ser uma referência para a construção dos conhecimentos essenciais dos alunos da educação básica. “A Base dá os rumos da educação e os currículos representam os caminhos para se chegar a esse lugar. Este evento, hoje, é apenas o início de um processo de mobilização que será feito ao longo de todo o ano para que em 2019 as redes de ensino de todo o País estejam preparadas para implantar a BNCC e, com isso, consigamos melhorar ainda mais a qualidade do ensino no Brasil”, frisou.

  Já a presidente da Undime do Pará e secretária municipal de Educação de Marituba, Kátia Santos, explicou que o trabalho de mobilização e discussão em torno da BNCC já vem ocorrendo há algum tempo nos municípios e a parceria da Seduc com as secretarias municipais só fez contribuir para a intensificação desse processo. “Nós queremos que esta Base, no Estado, tenha um rosto amazônico, que leve em conta a nossa diversidade e as nossas peculiaridades, que os profissionais possam estar, ao mesmo tempo, dando e colhendo informações, que possamos fazer disso, de fato, uma construção coletiva”, pontuou.

  Durante o evento, que durou a manhã inteira, os profissionais de Educação puderam participar de palestras que abordaram a BNCC desde a sua construção. A equipe da Seduc de implementação da Base no Pará apresentou aos participantes todo o histórico da Base e sua estrutura. Segundo o professor Walter Gomes, que é dessa equipe e foi um dos palestrantes do dia, a BNCC aponta as aprendizagens essenciais que são necessárias para a formação dos sujeitos nos níveis de Educação Infantil e Fundamental. “Um dos objetivos da BNCC é garantir aos nossos alunos essa formação na dimensão integral, na perspectiva de uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva”, afirmou.

  O coordenador do Centro de Formação de Profissionais da Educação Básica do Pará (Cefor) da Seduc, Carlos Miranda, explicou que o Estado do Pará já está trabalhando na formação dos professores para essa nova realidade, que representa a BNCC. “Nós, da Secretaria já vínhamos trabalhando na formação dos professores com relação à BNCC, desde que ela começou a ser construída. Agora, estamos trabalhando na consolidação do nosso currículo e, a partir disso, vamos fazer um plano de formação para os professores e para os municípios, a fim de que eles também possam construir seus próprios currículos”, informou.

  A educadora Maria Auxiliadora Alves, que hoje dirige a Escola Estadual Alcides Carneiro, com 926 alunos dos Ensinos Fundamental e Médio, no bairro do Coqueiro, em Belém, fez questão de participar do evento, transmitido em tempo real, via Internet, para os municípios do interior do Estado, e acredita que os profissionais da Educação precisam se atualizar constantemente para acompanhar as mudanças que hoje ocorrem na educação. “Hoje, os nossos alunos estudam com a tecnologia nas mãos e as diretrizes, os currículos precisam se adaptar a essas novas realidades. É isso que a BNCC propõe, pelo que pudemos perceber, e nós educadores precisamos estar atentos a esses processos”, concluiu.

Texto:Elck Oliveira (Ascom Seduc)

Fotos:Rai Pontes (Ascom Seduc)


Tags: Pará PA Educação de Qualidade