NOTÍCIAS

Oportunidade 12:04, 21 fev 2018 Secretaria oferece mais de duas mil vagas para Projovem em Alagoas

Foto: Valdir Rocha

Além da reinserção do aluno no processo educacional, o programa visa qualificá-lo para vida profissional

Texto de Tais Albino

Jovens alagoanos que saibam ler e escrever têm a oportunidade de voltar a estudar e ainda receber uma qualificação profissional: a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está disponibilizando mais de duas mil vagas paras o programas Projovem Urbano e Projovem Campo em vinte e três municípios. Para se matricular, basta se dirigir à escola mais próxima de sua região (ver lista abaixo) até o dia 28 de fevereiro.

Voltado para jovens entre 18 e 29 anos, os programas do Governo Federal oportunizam a conclusão do ensino fundamental atrelado a cursos iniciais de qualificação profissional, os quais são escolhidos de acordo com a necessidade de cada região.

O Projovem Urbano oferece cursos como o de Telemática, em Rio Largo, onde o aluno aprende a operar diversos sistemas de informática, enquanto em Marechal Deodoro, região turística de Alagoas, é ofertada qualificação de Turismo e Hospedagem. Já em União dos Palmares e São Miguel dos Campos, a profissionalização é voltada para saúde, com cursos ligados à recepção e auxílio de hospitais e laboratórios.

A coordenadora estadual do Projovem Urbano, Lilian Rosateli, diz que o programa abre portas para que o aluno aprimore ainda mais a sua escolaridade. “Nós temos alunos do programa anterior que se qualificaram na produção e comercialização de doces. Em União dos Palmares, por exemplo, em média 40% dos ex-alunos continuaram os estudos e agora cursam o ensino médio” conta.

No caso Projovem Campo, a profissionalização é voltada para o meio rural, com formações abordando técnicas agrícolas e de produção. Os alunos que desejem participar desta modalidade precisam trabalhar com agricultura ou exercer atividade ligada à zona rural.

“Para contemplar o maior número possível de jovens agricultores, as escolas selecionadas para receber o curso são próximas às zonas rurais de cada região”, explica a coordenadora estadual do Projovem Campo, Nilma Thesinha.

O Projovem Urbano tem duração de um ano e seis meses e as aulas acontecem no período noturno em escolas estaduais e diurno no sistema prisional. Já o Projovem Campo tem duração de até dois anos. Inicialmente, serão ministradas aulas de formação na escola no período noturno. Posteriormente, no período diurno, acontecerão as aulas de técnicas agrárias, técnicas de plantação e outras formações iniciais.

Matrículas

As matrículas começaram no dia 8 e se estendem até o dia 28 de fevereiro, em 25 escolas estaduais. Podem se matricular nos programas os jovens que, no ano da matrícula, tiverem entre 18 e 29 anos, ou seja, os que completarem 18 anos até o dia 31 de dezembro deste ano ou aqueles que completarem 30 anos até essa data.

Para participar do programa é preciso saber ler e escrever e, caso o candidato não tenha histórico escolar, as escolas vão ofertar um teste de proficiência. No ato da matrícula, os interessados devem apresentar carteira de identidade, CPF, histórico escolar e comprovante de residência, originais e cópias.

Onde se inscrever – Abaixo, segue a lista das escolas estaduais que ofertam a modalidade em cada município e que estão com vagas disponíveis:

Projovem Urbano

União dos Palmares – Escola Estadual Dr. Paulo de Castro Sarmento;

Rio Largo – Escola Estadual Francisco Leão;

Marechal Deodoro – Estadual Rosa Paulina da Fonseca;

São Miguel dos Campos – Escola Estadual Professora Edleuza Oliveira da Silva.

Projovem Campo

Palmeira dos Índios – Escola Estadual José Victorino da Rocha.

Palmeira dos Índios – Escola Estadual Indígena da Mata da Cafurna;

Igaci – Escola Estadual Coité das Piranhas;

Estrela de Alagoas – Escola Estadual Luiz Duarte;

Quebrangulo – Escola Estadual Elza Soares Cavalcante;

Feira Grande – Escola Estadual Manoel Leandro de Lima;

Craíbas – Escola Estadual Nossa Senhora da Conceição;

Santana do Mundaú – Escola Estadual Manoel de Matos;

Palestina – Escola Estadual Manoel Pereira Filho;

Pão de Açúcar – Escola Estadual Bráulio Cavalcante;

Monteirópolis – Escola Estadual Monteirópolis;

São José da Tapera – Escola Estadual do Caboclo;

São Luiz de Quitunde – Escola Estadual Messias de Gusmão;

Matriz de Camaragibe – Escola Estadual Saturnino de Souza;

Porto Calvo – Escola Estadual Nossa Senhora da Apresentação;

Jacuípe – Escola Estadual Major Luiz Cavalcante;

Canapi – Escola Estadual Luiz Bastos;

Mata Grande – Escola Estadual Demócrito Gracindo;

Mata Grande – Escola Estadual Santa Cruz do Deserto;

Água Branca – Escola Estadual Domingos Moeda;

Pariconha – Escola Estadual Indígena José Carapina.

Tags: Portal Alagoas AL Oportunidade Maceió