NOTÍCIAS

Mato Grosso do Sul 17:29, 14 mai 2018 SED realiza etapa estadual da V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Foto:

A Secretaria de Estado de Educação realizou neste fim de semana a etapa estadual da V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, com a participação de 79 estudantes das redes de ensino municipais e estadual, acompanhados por um professor responsável cada. Este ano, o tema do evento é “Vamos cuidar do Brasil cuidando das águas”.

Realizado no Eco Hotel do Lago, em Campo Grande, o evento recebeu estudantes de todo o Estado, matriculados do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, para diversas oficinas e atividades sobre educação ambiental, incentivando o protagonismo juvenil e preparando os jovens para que sejam disseminadores da ideia de preservação das águas em seus municípios.

A programação começou com a abertura oficial na noite de sexta-feira (11.5), com a presença do secretário-adjunto de Estado de Educação, Josimário Teotônio Derbli da Silva, que compartilhou com os estudantes o projeto executado em sua residência, de captação e reutilização da água da chuva. “O uso racional da água é muito importante e cabe a esses estudantes o papel de formiguinha na disseminação da ideia, mas que renderá uma geração muito mais consciente”, destacou.

Rafaela de Souza Silva, da EE Maria José, de Anaurilândia, espera um fim de semana de aprendizado, para colocar as ideias em prática e melhorar ainda mais a escola. “Temos um projeto de reutilização da água da chuva para limpeza da quadra e outros espaços da escola”, informou. Juliana Nascimento Salvatore, do 9º ano do ensino fundamental na EE João Ribeiro Guimarães, de Bandeirantes, quer levar para a cidade a coleta seletiva. “Vou levar tudo o que estou aprendendo para tentar aplicar”, contou.

Quando perguntado se já tinha algum projeto em mente, o estudante Arthur Vinicius Souza Varnier, do 7º ano do ensino fundamental na EE Vergelino Matheus de Oliveira, de Rio Verde de Mato Grosso, foi certeiro na resposta: “Tenho a ideia de colocar turbinas e telas nos esgotos para conter o lixo e ainda gerar energia, precisamos conscientizar nossa família e amigos, para saberem quão importante é a água e o que acontece se ficarmos sem ela”, explicou.

A Conferência é um processo que mobiliza escolas brasileiras públicas e privadas, urbanas e rurais, da rede estadual e municipal, assim como escolas de comunidades indígenas, quilombolas e de assentamento rural, que possuem pelo menos uma turma do ensino fundamental, anos finais, cadastradas no Censo Escolar de 2016.

Em Mato Grosso do Sul, o processo da V CNIJMA começou em outubro de 2017, com a primeira turma do curso preparatório para a Conferência, que a SED realizou por meio de ambiente moodle para professores das redes pública e privada.

Em 2018, as escolas iniciaram as atividades da Conferência. Nessa etapa, desenvolveram atividades ambientais, elaboraram projetos e os estudantes escolheram os delegados (estudantes) de 11 a 14 anos e regularmente matriculados no Ensino Fundamental II.

As últimas conferências infantojuvenis pelo meio ambiente foram pré-requisitos para que as escolas públicas pudessem aderir ao PDDE Escola Sustentável. Esse programa visa à destinação de recursos financeiros para promover ações voltadas à melhoria da qualidade de ensino e apoio na adoção de critérios de sustentabilidade socioambiental, considerando o currículo, a gestão e o espaço físico, de forma a tornarem-se espaços educadores sustentáveis.


Tags: Mato Grosso do Sul MS meio ambiente