NOTÍCIAS

UNIÃO DE FORÇAS 15:18, 21 set 2017 Secretaria da Educação de Alagoas mobiliza escolas públicas para Prova Brasil

Foto:

Prova será aplicada entre 23 de outubro e 03 de novembro e fomenta a formulação de políticas públicas.

Texto: Luana Santana e Ana Paula Lins
Fotos: José Demétrio e Valdir Rocha

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e os municípios alagoanos estão unidos em uma grande mobilização, por meio do programa Escola 10, para a realização da Prova Brasil, a realizar-se no mês de outubro. Avaliação de rendimento escolar que compõe o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) serve de base para o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Este ano, a prova deve ser aplicada entre os dias 23 de outubro e 03 de novembro e a expectativa do Ministério da Educação (MEC) é que 7,5 milhões de alunos de 100 mil escolas participem da avaliação.

Pela primeira vez, a Prova Brasil do ensino médio será aplicada tanto para as escolas públicas quanto particulares com pelo menos 10 alunos matriculados na 3ª série. Continuam sendo avaliadas também as turmas de 5º e 9º anos do ensino fundamental. A prova servirá como um diagnóstico da proficiência destes estudantes em língua portuguesa e matemática.

Mobilização - Por meio do Programa Escola 10, união de forças entre Estado e municípios na busca por melhorias na educação pública alagoana, as redes escolares alagoanas intensificam a mobilização para a prova, destacando a sua importância.

“Estamos em uma grande mobilização que se estende até o dia 23 de outubro para engajar pessoas nesse sentimento e nesse trabalho para a Prova Brasil, de forma que Alagoas supere os resultados negativos na educação”, frisou a secretária executiva da Educação, Laura Souza.

A gerente da educação básica Seduc, Fabiana Dias, também falou da mobilização. “Há uma integração entre as redes estadual e municipais de educação com o intuito de contribuir para o ensino/aprendizagem dos alunos. Um ganho fundamental para a educação”, afirmou Fabiana.

Cássio Costa, diretor da Escola Estadual Teotônio Vilela, no Cepa, diz que a mobilização fortalece os educadores na busca por melhorias no ensino aprendizagem dos estudantes alagoanos. “Estas ações fortalecem nosso trabalho para elevarmos nossos índices e o aprendizado de nossos alunos”, destacou o gestor.


Tags: Alagoas AL Prova Brasil UNIÃO DE FORÇAS