12:07, 3 dez 2015
Saepi

Provas avaliam educação na rede estadual do Piauí

Foto:

As provas foram realizadas em 567 escolas em todo o Estado

Cerca de 124 mil alunos da rede pública estadual do Piauí realizaram na última quarta-feira (04) as provas do Sistema de Avaliação do Estado do Piauí (Saepi). Estão sendo aplicadas provas de português e matemática, além de um questionário sócio-economico, para os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º ano do Ensino Médio de 567 escolas da rede estadual. Com o resultado das provas a Secretaria de Estado da Educação pretende avaliar e promover a superação dos fatores que contribuem para os elevados índices de evasão e da distorção idade/série.

"Estamos fazendo nossa própria avaliação, o que nos ajuda a fazer as intervenções necessárias para a questão educacional. Este é um investimento feito pelo Governo do Estado, com recursos exclusivamente estaduais, que faz parte das metas da política educacional", avalia a gerente de Ensino Aprendizagem da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Norma Suely.

Os estudantes estão respondendo as provas no seu horário de aula e cada um tem duas horas e meia para concluir a avaliação. Os professores que estão supervisionando a aplicação do teste passaram por treinamento na semana passada sobre como proceder em caso de dúvidas que possam surgir por parte dos alunos.

De acordo com a diretora adjunta do CEMTI Didácio Silva, Ângela Oliveira, todos os alunos da escola fizeram a prova que ocorreu de forma tranquila. Na oportunidade a diretora ressaltou a importância de manter a avaliação do Saepi para planejar o futuro da educação no Piauí. "Existem os indicadores nacionais, como o Ideb, que já nos apontam como precisamos melhorar, mas o Saepi é nosso próprio sistema de avaliação e com ele poderemos diagnosticar e planejar as próximas ações para melhorarmos ainda mais o processo educacional da nossa escola", destacou Ângela.

Para Norma Suely com o alcance das metas estabelecidas pelo Saepi, o índice educacional da escola pública tende a melhorar. "Com esta avaliação, crianças, adolescentes, jovens e adultos do Piauí têm a oportunidade de uma educação que viabilize a travessia para um mundo de descobertas e inserção social", explica.


Compartilhar

Outras Notícias