NOTÍCIAS

novas escolas 14:57, 14 ago 2020 Nova escola dará mais segurança a alunos em Mauá da Serra

Nova escola dará mais segurança a alunos em Mauá da Serra

O pequeno município de Mauá da Serra, no Vale do Ivaí, está em contagem regressiva para ganhar sua segunda escola estadual. A nova unidade vai possibilitar que alunos não precisem atravessar a BR-376 para chegar ao centro educacional.

A cidade tem pouco mais de 10 mil habitantes, de acordo com dados de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A previsão é que o Colégio Vilson Miranda abra as portas definitivamente no começo do ano que vem para atender até 840 alunos dos ensinos Fundamental e Médio, nos três turnos disponíveis. O investimento por parte do Governo do Estado é de R$ 5 milhões.

“Queremos deixar nossas escolas cada vez mais modernas e bem estruturadas para receber nossos alunos”, destaca o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Com uma estrutura adequada e mais moderna, o foco dos alunos ficará exclusivamente no aprendizado. O Governo do Paraná se esforça para oferecer a melhor condição possível para os estudantes”, acrescenta.

Estrutura que faz brilhar o olho da comerciante Salete Brunes de Lima. A motivação é dupla. Ela diz acreditar que a nova escola vai aumentar o movimento de pessoas passando pela região, especialmente de crianças e adolescentes. Assim, torce, abre a possibilidade de melhorar as vendas na pequena mercearia que vende de tudo um pouco. “A escola vai ajudar mesmo. Poderei vender mais doces para as crianças”, diz, sorridente.

O outro ponto é que ela faz planos para matricular o filho. Dois minutos de caminhada, calcula, e já estará no portão do colégio para entregar o pequeno, que ainda não completou a idade para ser matriculado. “Fica tão perto, uma facilidade para quando precisar deixar ele”, afirma. “Sem contar que a escola está tirando um pouco daquele matão, ficando mais bonito”, conta, apontando para o horizonte e as inúmeras árvores que adornam o local.

Benefícios – Prefeito de Mauá da Serra, Hermes Wicthoff ressalta os benefícios que o complexo escolar trará para a vida da comunidade. Ele explica que o município pleiteava um novo colégio desde 2011 como forma de desafogar a única estrutura estadual a serviço dos estudantes.

“A luta foi grande, mas estamos comemorando muito que deu certo. Fruto da sensibilidade do governador Ratinho Junior em investir na educação. A escola antiga estava sobrecarrega, com mais de 1,4 mil alunos”, conta.

Wicthoff destaca, ainda, o aspecto geográfico importante que vem na esteira da construção. “Mauá da Serra é cortada em duas pela rodovia BR-376. Um lado tinha escola e o outro não. Com a duplicação ficou bem mais difícil para os estudantes que moram no lado sem escola atravessarem a rodovia. A nova escola deixará os dois pontos da cidade satisfeitos, o deslocamento dos alunos será menor e com mais segurança”, afirma. “Sem contar o desenvolvimento que vem junto. Ali na região já começaram a surgir novas casas e comércios”, completa.

O aposentado Evaristo Duarte é um dos vizinhos do Vilson Miranda. A neta que neste ano está cursando a 8ª série do outro lado da BR, diz ele, deve ser uma das alunas matriculadas no colégio novo. “Vai ser bom para o bairro e uma esperança para a gente. Esse lugar aqui não ia para frente. Agora que estão investindo, tudo pega mais valor”, afirma.

Obra – O Colégio Estadual Vilson Miranda terá oito salas de aula, uma biblioteca e dois laboratórios – um de ciências e outro de informática. Também serão construídas uma sala de uso múltiplo, cozinha, refeitório, banheiros, ginásio poliesportivo coberto, pátio descoberto, sala ambiente, além da casa do zelador e estacionamento. A estrutura começou a ser erguida em maio de 2019 e terá mais de 2,7 mil metros quadrados.

 “Os alunos ganham muito mais qualidade de ensino porque as edificações são todas projetadas para beneficiar os estudantes”, comenta o diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional-Fundepar, Alessandro Oliveira.



Tags: PR novas escolas