NOTÍCIAS

MS 11:18, 24 fev 2016 Governo anuncia reajuste de 11,36% e professores de MS passam a ter o melhor salário do País

Foto:

Campo Grande (MS) – O Governo do Estado informou nesta terça-feira (23) o reajuste de 11,36% no piso salarial da Educação, concedido na folha de pagamento do mês de fevereiro, em cumprimento à lei federal do Piso Salarial dos Professores. A decisão, anunciada na sala de reuniões da Governadoria, em Campo Grande, foi tomada após estudos da equipe de Governo e diálogos com as entidades de classe, valorizando o servidor e deixando os professores com o salário 73,78% acima do piso nacional que a categoria quer receber por 20 horas. Um professor com formação de ensino médio, em início de carreira, receberá R$ 3.151,68 para lecionar 40 horas semanais e, o professor com ensino superior, R$ 4.727,67.

Com o reajuste, Mato Grosso do Sul passa a ser o Estado com os professores mais bem pagos do País. “É um momento de orgulho para todos os trabalhadores da educação pública saber que hoje Mato Grosso do Sul paga o melhor salário do País entre todos os Estado para os professores e isso reflete diretamente na qualidade do ensino, uma vez que o Governo não vai ter que se preocupar com greve e o professor não vai se preocupar com reposição de aula. Agora é apostar na formação continuada, por que temos que avançar na qualidade de ensino, e isso fica mais fácil com a questão salarial definida, os kits escolares, uniformes e merenda para os alunos”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Para a secretária de Estado de Educação e vice-presidente do Consed, Maria Cecilia Amendola da Motta, este é um momento de satisfação por poder valorizar a classe do magistério, mas é momento, também, de focar na aprendizagem. “Este é um momento de alegria. Seremos o primeiro salário do País, isso é verdade, porém nosso desafio agora não é mais esse e sim o estudante com a aprendizagem adequada, no ano certo. Vamos focar na aprendizagem de nossos estudantes e isso passa, também, pela formação dos profissionais da educação, como já estamos fazendo este ano com diretores, coordenadores, supervisores e professores”, explicou.

Para o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli, este é um momento histórico para o Estado, que representa a valorização do profissional da educação. “O que foi pactuado com este Governo tem sido cumprido na íntegra. Vejo que a educação tem sido tratada com outros olhos”, disse.

A reunião foi acompanhada pela vice-governadora e secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Rose Modesto; o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis; e deputados estaduais.


Tags: Mato Grosso do Sul MS