NOTÍCIAS

Sergipe 09:53, 14 nov 2018 Estudantes selecionados no Programa Jovem Senador participam de vivência na Câmara Municipal de Aracaju

Foto:

Os estudantes foram recebidos pelos vereadores e leram as redações no plenário

A Secretaria  de Educação de Sergipe, por meio das ações da Assessoria Internacional, em parceria com a Câmara Municipal de Aracaju (CMA), promoveu na manhã desta terça-feira, 13, uma vivência legislativa aos três estudantes selecionados no Programa Jovem Senador.  O discente Wagner dos Santos Almeida, do Colégio Estadual Tobias Barreto, em Aracaju, foi o primeiro colocado; o  segundo lugar ficou com  Aderruan Félix  Santos, do Colégio Marcolino Cruz Santos, em Macambira, e o terceiro ficou com Luiz Fabiano Nascimento dos Santos, do Colégio Estadual Eduardo Silveira, em Itabaiana.

Na ocasião, os alunos, acompanhados pelos professores orientadores e familiares, durante a plenária, realizaram a leitura das redações que foram selecionadas, fizeram as principais considerações e ponderações sobre o tema. Além disso, dialogaram com os vereadores, percorreram todas as instalações do prédio da CMA e receberam certificados pela participação na iniciativa.

Momentos de aprendizado

Wagner dos Santos Almeida irá representar Sergipe na Semana de Vivência Parlamentar, que acontecerá no período de 19 a 24 de novembro, em Brasília/DF. Para ele, este momento na CMA é uma oportunidade para trocar experiências e sociabilizar os conhecimentos com os outros estudantes.

"É muito bom retornar à CMA, desta vez não como finalista do Programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB), mas como selecionado no Jovem Senador.  Uma iniciativa como esta colabora para a nossa formação de maneira integral. Projetos como este nos permitem ampliar os horizontes no que tange ao senso crítico e ainda nos preparam para a vida. Hoje é um momento enriquecedor e uma oportunidade para conhecer os colegas que também foram aprovados", afirmou Wagner.

Para Aderruan Félix  Santos, o apoio e o incentivo dos professores foram essenciais nesta conquista. "Nos anos anteriores participei do Programa Jovem Senador, só que não havia sido selecionado. A cada ano percebia que me interessava ainda mais sobre os temas do projeto que são assuntos que estão intrínsecos a nossa realidade", reconheceu. "Além disso, possibilita abarcar uma gama de conhecimentos muito maior que tínhamos sobre determinadas questões. Esse projeto nos permite voltarmos o olhar para o que é exposto e sintetizado na forma da redação", complementou.

Segundo Luiz Fabiano Nascimento dos Santos, essa ação reflete de maneira positiva, priorizando um maior envolvimento dos alunos nas ações pedagógicos e ainda projetando a unidade escolar. "Para um estudante secundarista, participar de um projeto como este enriquece a nossa formação e ainda amplia as discussões, melhorando os debates entre os professores e alunos", declarou.

Vivência Legislativa

A técnica da Assessoria Internacional, Nádia Cardoso, comentou que esta vivência legislativa é a culminância estadual das atividades do Processo Seletivo do Programa Jovem Senador/2018, dirigida para alunos do Ensino Médio da Rede Estadual de Ensino, com idade até 19 anos.

"Esses estudantes que foram selecionados têm a possibilidade de perceber que a vida dos cidadãos está estruturada uma base legal, um norte a seguir, que é a Constituição Brasileira. Neste ano, comemoramos os 30 anos do documento, e essa discussão amplia os debates feitos em sala de aula. Além disso, é mais uma possibilidade de aprendizado para estes jovens", explicou Nádia Cardoso.

A seleção no Programa Jovem Senador foi feita por intermédio da Redação que os alunos produziram, com base no tema proposto para cada ano, pela Coordenação do Programa no Senado Federal. Este ano o Tema foi: A Constituição Cidadã: 30 anos depois. "Tivemos a participação de 348 redações, sendo que 26 foram à semifinal, e avaliadas pela Banca Examinadora da Seed", disse a técnica, ao comentar que os textos dos alunos foram bem escritos e marcados pela coesão, coerência e riqueza argumentativa.

Programa Jovem Senador

O Programa Jovem Senador, criado por meio da Resolução 42/2010, engloba o Projeto Jovem Senador e o Concurso de Redação do Senado Federal.  O projeto conta com a parceria do Ministério da Educação (MEC), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e o apoio das secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal.

A cada ano é proposto um tema de redação como forma de ingresso. A legislatura tem duração de quatro dias e inicia-se com a posse dos jovens senadores e a eleição da Mesa. Os trabalhos são encerrados com a aprovação dos projetos e a consequente publicação no Diário do Senado Federal.

Para participar, as instituições de ensino são convidadas a promover um concurso de redação interno entre os alunos com o tema anual e enviar o melhor texto à Secretaria de Educação. Esta seleciona três redações para representar o estado na etapa nacional. No Senado Federal, uma comissão julgadora é formada para classificar os textos de cada uma das unidades da Federação e também o primeiro, o segundo e o terceiro colocados nacionais.

Os autores das 27 melhores redações - um por unidade da Federação - são automaticamente selecionados para vivenciar, em Brasília, o processo de discussão e elaboração das leis do país, simulando a atuação dos senadores da República.


Tags: Parlamento Jovem Sergipe SE Parlamento Jovem Brasileiro