14:27, 5 jul 2016
ciência

Estudantes da rede estadual da Bahia apresentam artes musical e literária em Porto Seguro

Foto:

A 68ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que será realizada até sábado (9), em Porto Seguro, no Sul da Bahia, abriu espaço para a arte musical e poética dos estudantes da rede estadual de ensino. Durante o Sarau Lítero-musical da SBPC, os estudantes soltam a voz nas apresentações de canções selecionadas pelo Festival Anual da Canção estudantil (Face) e declamam poemas do Tempos de Arte Literária (TAL).

As músicas e poemas são de autoria dos próprios estudantes, que interpretam suas canções e revelam o que a juventude pensa, reflete, vive e busca no mundo. Este é o caso de Letícia Vieira Santos, 16 anos, do 3º ano do Colégio Estadual Ruy Barbosa, localizado em Teixeira de Freitas, autora da música ‘No cais te esperando’. “Essa música é sobre uma paixão que eu tive e que me inspirou muito. Sempre gostei de música e estar aqui cantando é muito emocionante”, diz animada.

A estudante indígena da etnia Pataxó, Nivea Maria Santos, 18 anos, da aldeia Coroa Vermelha, mostrou um pouco da sua cultura através da habilidade vocal. “Minha canção se chama ‘Brilho e juventude’ e eu compus para um sarau do Colégio Estadual Indígena de Coroa Vermelha. A música é o que eu gosto de fazer e é muito bom poder passar um pouco dos meus costumes, além de aprender com estudantes de outros lugares”, revela.

Marina Carvalho Silveira, 16 anos, que cursa o 3º ano no Colégio Estadual Odílio Alves Neto, na cidade de Vereda, também cantou a música de sua autoria ‘Maioridade penal não é a solução’. “Expressei na música a minha opinião sobre o assunto. Para mim a música é tudo, vai além dos sentidos e da alma. Estou adorando a SBPC porque adquirimos conhecimento e conhecemos culturas diferentes”, afirma a estudante.

Já Mikaelle Alves Silva, 17 anos, conta que a sua paixão é a Literatura. “Estou representando o TAL, pelo Colégio Estadual Polivalente de Itanhém,  com o poema ‘Codinome Poesia’, que é uma resposta da minha alma, pois ele traduz a poesia na minha vida, do quanto eu amo versos. Estar aqui é maravilhoso, porque estou tendo contato com outros jovens que, também, gostam de Literatura e se identificam comigo”, destaca.


Compartilhar

Outras Notícias