00:08, 16 set 2015
COOPERAÇÃO

Estado discute estratégias para elevar índices educacionais em municípios sertanejos

Foto: ASCOM AL

Seminário de ações articuladas aborda temáticas relacionados às práticas pedagógicas, legislação e avaliações na região

Manuella Nobre

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) promoveu mais uma edição do Seminário de Ações Articuladas. Desta vez, a reunião foi com os municípios sertanejos, com técnicos das regiões contempladas pela 6ª e 8ª Gerências Regionais de Educação, que correspondem, respectivamente, aos municípios de Santana do Ipanema e Pão de Açúcar. Ao todo, 17 municípios participaram do evento.  A meta é fortalecer o regime de colaboração e a elevação dos índices educacionais.  

O seminário engloba três aspectos da educação básica: alfabetização, abordando processos metodológicos para 4º e 5º ano do ensino fundamental; legislação, com as possibilidades para correção de fluxo e diminuição do índice de reprovação; além de orientações acerca das avaliações em larga escala.

Uma iniciativa das superintendências de Sistema Estadual de Educação e de Políticas Educacionais do órgão, a formação é voltada para técnicos pedagógicos, de normatização e inspeção e secretários escolares das secretarias municipais, com o objetivo de orientar e esclarecer dúvidas acerca das temáticas. 

Para a secretária escolar de Maravilha, Monacleide Rodrigues, as informações obtidas no seminário contribuirão ainda mais para organização e implementação de ações naquele município, que atualmente conta com oito escolas e dois centros de educação infantil. “Vai somar muito. Esclareceu sobre aspectos importantes acerca do calendário escolar, dias letivos, avaliações, entre outras dúvidas, que errávamos por falta de conhecimento”, disse.  

Experiência exitosa

O resultado é considerada exitoso, permitindo troca de experiências e estratégias, além de possibilitar diagnóstico situacional qualitativo de cada região acerca dos atuais índices. É o que afirma a gerente de Orientação, Normatização e Inspeção Escolar da Suges, Juliana Cahet.

“O trabalho tem sido proveitoso, contando com o acolhimento dos municípios por onde passamos. No caso da área da legislação, por exemplo, percebemos o interesse que eles tem em conhecer mais o assunto", afirmou Juliana Cahet, apontando os exemplos dos municípios de Jaramataia e Palestina, que já estão colocando na prática as orientações recebidas. 

Segundo a gerente de Estatística e de Avaliação Educacional da superintendência de Sistema Estadual de Educação e também uma das formadoras, Cheila Vasconcelos, as orientações aos técnicos e o compartilhamento dos trabalhos realizados em cada região acerca da correção de fluxo, reclassificação e classificação dos alunos, além da progressão parcial, são fundamentais para elevação do  Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Os dados de reprovação são públicos, mas é importante conhecer o que cada município está fazendo, as estratégias de recuperação. A possibilidade de discutir problemas e também soluções torna esta experiência ainda mais enriquecedora”, pontuou.

De olho nos índices

A gerente da 6ª Gerência Regional de Educação, Ana Maria de Oliveira França, avalia positivamente a ação. “Este momento fortalece parceria com os municípios e tudo que vem em prol da educação pública de Alagoas é bem-vindo”, declarou.

"Estas ações mostram como questões como repetência e evasão escolar influenciam negativamente os nossos índices e como é importante a união entre família, escola e aluno para mudar esta realidade", avaliou a chefe de sistema da mesma regional, Dartaane Brandão.

Cronograma

As próximas edições, ainda este mês, serão em Arapiraca – 5ª Gere - dias 17 e 18; São Miguel dos Campos e Palmeira dos Índios – 2ª e 3ª Geres, respectivamente, nos dias 20 e 21; e Viçosa e Rio Largo, que correspondem a 4ª e 12ª Geres, nos dias 24 e 25.      


Compartilhar

Outras Notícias