NOTÍCIAS

Boas Práticas 09:44, 27 jul 2019 Escola da rede estadual de Alagoas é premiada em São Paulo

Escola Ângelo de Abreu foi premiada em SP Escola Ângelo de Abreu foi premiada em SP Diretora Maria José Gomes adjunta da Escola Ângelo de Abreu
Foto: Cortesia

Escola Estadual Ângelo de Abreu, de Olho d’Água das Flores, recebeu premiação em evento promovido pela Elos Educacional, parceira da Fundação Lemann, com a presença de educadores de todo o país

Texto de Manuella Nobre

Com o plano de ação “Redução do abandono escolar no Ensino Médio”, a Escola Estadual Ângelo de Abreu, localizada no município de Olho D’Água da Flores, no Sertão alagoano, será uma das sete escolas brasileiras selecionadas pela consultoria Elos Educacional, parceira da Fundação Lemann, para compor um livro digital (e-book) sobre boas práticas de gestão.

Em reconhecimento, a gestora adjunta Maria José Gomes de Farias e a coordenadora pedagógica da unidade, Maria Aparecida Silva, participaram até esta quinta-feira (25), do “I Seminário de Educação do Formar: Boas Práticas de Gestão Escolar – Relatos de Escolas Públicas Brasileiras”. O evento reuniu educadores de várias regiões do país em São Paulo, onde receberam troféu pelo feito.

“Ter o nosso plano selecionado para ser publicado no e-book foi uma alegria muito grande. Nossa escola está em festa, dos nossos alunos aos nossos professores. É uma conquista da nossa escola. Estar aqui, trazer a nossa escola e representar nosso estado de Alagoas é uma honra muito grande, uma oportunidade incrível de poder compartilhar o nosso plano com outros gestores, que por sua vez podem também trabalhar e implementá-lo em suas escolas. Foi uma experiência enriquecedora, um momento de muito aprendizado”, avalia Maria José.

Na ocasião, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) também foi representada pela gerente de Educação Básica, Fabiana Dias, e pela superintendente da Rede Estadual de Ensino, Roseane Vasconcelos.

Em ação - O plano da Ângelo de Abreu reduziu o percentual de abandono escolar de 14,83%, em 2017, para 7,57% no ano seguinte e foi aplicado com turmas da 1ª série do ensino médio. O trabalho foi elaborado a partir dos cursos de gestão de aprendizagem para diretores escolares ofertado por meio da parceria entre a Seduc e a Elos/Lemann.

A experiência sertaneja foi uma das mais votadas no site da Elos Educacional e vai compor compilação que terá como foco os desafios cotidianos de muitas escolas públicas do país. Outra escola da rede estadual alagoana que também participou da votação foi a Escola Estadual Egídio Barbosa, de Palmeira dos Índios, que apresentou projeto de incentivo à leitura.

Dentre as práticas adotadas pela Ângelo Abreu destacam-se:acompanhamento contínuo a frequência do aluno; contato frequente com familiares dos estudantes faltosos; elaboração do projeto aluno colaborador, que vai à casa do estudante faltoso para resgatá-lo e o projeto comércio escolar, uma parceria que tem inserido muitos estudantes no mercado de trabalho e contribuído ainda para a permanência dele na escola.

Compilação – Além da Ângelo de Abreu, foram selecionados para o e-book da Elos Educacional as seguintes instituições:C.E. Silvio Romero (Lagarto-SE); EMEF Manoel Francisco da Motta (Campina Grande – PB); E.M Maria A. de Andrade (Ponta Grossa – PR); CETI Padre Joaquim Nonato Gomes (Teresina -PI); EPG Siqueira Bueno (Guarulhos – SP); E.E Antônio de Azevedo –(Jardim do Seridó - RN).


Tags: Gestão Escolar Alagoas AL Rede Pública Estadual Boas Práticas