NOTÍCIAS

Tecnologias na Educação 16:14, 14 ago 2020 Em diversas escolas, meetings se tornam parte do “novo normal” nas aulas remotas

Em diversas escolas, meetings se tornam parte do “novo normal” nas aulas remotas

Em diversas escolas estaduais do Paraná, o uso dos meets como ferramenta de aula já se tornou usual entre os professores e alunos. Segundo levantamento da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed), cerca de 28,5 mil meets são realizados por semana e a tendência é aumentar, porque cada vez mais professores passam a aderir à ferramenta.

De acordo com o Secretário de Educação, Renato Feder, o Meet é uma excelente ferramenta, que aproxima os professores de sua turma. “Por meio do Meet, o professor pode dar mais atenção ao aluno, em especial aqueles com maior dificuldade, e ajudá-lo em questões que talvez não tenha entendido durante as aulas pela TV e pelo aplicativo”, explicou.

Esta é a mesma percepção de Eliana Daniel, diretora do Colégio Estadual Kennedy, do município de Ariranha do Ivaí. Elaine afirma que os 130 alunos do Colégio usaram a ferramenta Meet para tirar dúvidas, conversando diretamente com um dos 19 professores da escola.  “Graças a essa ferramenta, professor e aluno diminuem distâncias, conseguindo conversar diretamente e dirimir dúvidas, mesmo estando cada um em sua casa”, disse

Para que adesão funcionasse no Colégio Estadual Helena Kolody, em Cianorte, a diretora, Meire Rampazzo Castilho, trabalhou muito na capacitação dos professores para usarem esta ferramenta. Atualmente, a adesão é de 100% dos 30 professores, conversando diariamente com os alunos “Para atingirmos essa boa adesão, eu e minha equipe fizemos um intenso trabalho de acompanhamento com os professores, orientamos em suas práticas pedagógicas e mostramos a importância do uso dos meetings para as aulas aos alunos”, explica.

Meire conta que ela e sua equipe criaram uma estratégia que consiste em busca ativa dos alunos e acompanhamento conjunto aos professores. Ela participa de todos os meets dos seus professores e, durante sua breve participação, dá recados à turma e reforça a importância da participação dos alunos. “Tenho 515 alunos e participo de mais de 95 meets por semana. Gosto de me manter próxima e de mostrar aos estudantes que estou próxima a eles”, conta.

Para a professora de português Graziele Britto, do Centro Estadual de Educação Profissional Pedro Boaretto Neto, em Cascavel, o meeting aproxima os professores dos alunos e remete ao ambiente de uma sala de aula. “Em uma aula normal eu apresento slides, uso datashow e uso de várias ferramentas on-line para interagir com os alunos. Pelo Meet, consigo fazer o mesmo e com qualidade, sem contar que mato a saudade dos meus alunos”, conta


Tags: PR Tecnologias na Educação