15:17, 24 ago 2015
Base Nacional Comum - BNC

Educadores do Maranhão discutem em seminário Base Nacional Comum

Foto:

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), realizou nesta quinta-feira (20), o seminário ‘Base Nacional Comum: Pela Conquista dos Direitos de Aprendizagem’, no Espaço O

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), realizou nesta quinta-feira (20), o seminário ‘Base Nacional Comum: Pela Conquista dos Direitos de Aprendizagem’, no Espaço Orienta, bairro Renascença. Marcaram presença os gestores das escolas do Sistema Estadual de Ensino, além do representante do Movimento pela Base Nacional Comum, Ralph Gomes Alves, que foi o palestrante do dia.

“Precisamos da construção desta Base como identidade do Ensino Médio. É fundamental que cada presente seja um articulador no contexto em que se está inserido, principalmente na escola que é o nosso principal eixo”, pontuou a supervisora de Ensino Médio da Seduc, Eliana Pereira.

Para a supervisora de Currículo, Silvana Machado, “é importante entender a definição de currículo como prioridade na Educação, um currículo vivo, que orienta as ações”, disse. Ela pontuou também que é a primeira vez que acontece uma ação como esta no Brasil em que o professor está inserido como pessoa de significado no processo, e convocou o público presente: “Professor, você é um agente de transformação do currículo nacional a partir de agora”.

Em sua fala, o palestrante de Goiás, representante do Movimento pela Base Nacional Comum, Ralph Gomes Alves, reforçou a convocação da professora Silvana afirmando que “os professores têm muito para contribuir, é a contribuição qualificada para o desenvolvimento da rede”. Ele também parabenizou a atuação do Maranhão na discussão do Currículo. “O Maranhão está na vanguarda desse processo, está muito bem representado com posicionamentos fortes”, destacou.

Base Nacional Comum
A partir de 2016, todas as escolas do país, públicas e privadas, deverão seguir uma base comum, com especificação do que deve ser ensinado em cada etapa da educação. Segundo o Ministério da Educação (MEC), caberá às escolas escolherem a linha pedagógica e a metodologia de ensino. O currículo comum é uma tentativa de garantir que todos os alunos tenham as mesmas oportunidades de aprendizagem.

São parceiros neste processo: Ministério da Educação (Mec), Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e Undime.

Compartilhar

Outras Notícias