NOTÍCIAS

Paraná 10:17, 11 nov 2015 Educação inicia comemorações do Mês da Consciência Negra

Atividades serão promovidas pelas escolas da rede estadual em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado no próximo dia 20. Atividades serão promovidas pelas escolas da rede estadual em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado no próximo dia 20. Atividades serão promovidas pelas escolas da rede estadual em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado no próximo dia 20. Atividades serão promovidas pelas escolas da rede estadual em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado no próximo dia 20. Atividades serão promovidas pelas escolas da rede estadual em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado no próximo dia 20.
Foto: Fernando de Jesus/SEED-PR

Profissionais da Secretaria de Estado da Educação se reuniram nesta terça-feira (10), em Curitiba, para debater as atividades que serão promovidas pelas escolas da rede estadual em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado oficialmente no próximo dia 20. Durante a reunião também foi discutida a resolução das Nações Unidas para a Década Internacional de Afrodescendentes: reconhecimento, justiça e desenvolvimento.

A Secretaria da Educação elaborou um cronograma especial com atividades programadas até 27 de novembro em parceria com especialistas, pesquisadores, docentes e organizações que trabalham com a questão afrodescendente. “Este é um momento para discutirmos e refletirmos a situação dos povos afrodescendentes em nosso País e reconhecermos a importante contribuição que eles deram a todos os setores da sociedade”, disse a secretária de Estado da Educação, professora Ana Seres.

Nas escolas estaduais, as atividades comemorativas acontecem entre os dias 16 e 21. Serão desenvolvidas várias ações pelas equipes multidisciplinares, incluindo simpósios, seminários, pesquisas e apresentações culturais de matriz afro-brasileira e africana.

Durante o encontro desta terça-feira (11) houve uma apresentação do Centro Cultural Humaita, no pátio da Secretaria. Em seguida, no auditório, técnicos pedagógicos assistiram à palestra “Heroínas anônimas”, proferida pela especialista em História e Cultura Afro-Brasileira e Africana Jane Márcia Madureira, representante do Fórum Permanente da Educação e Diversidade Étnico Racial (Fpeder).

“Esses encontros são importantes para disseminarmos o trabalho e o legado do povo negro, principalmente da mulher negra, que está na base da pirâmide de discriminação”, disse a palestrante.

A reunião marcou também o início dos debates sobre a Década Internacional de Afrodescendentes, uma iniciativa da ONU que tem como objetivo promover o respeito, a justiça, a proteção e a garantia dos direitos humanos aos povos afrodescendentes previstos na Declaração dos Direitos Humanos das Nações Unidas.

“Novembro é um mês de consciência e não de folclore da nossa cultura. É período para conhecermos profundamente a história e cultura afro-brasileira e africana”, frisou o presidente do Centro Cultural Humaita, Adegmar José da Silva.

Tags: Paraná PR Consciência Negra