NOTÍCIAS

Tocantins 15:20, 20 fev 2018 Dois novos municípios são beneficiados com ensino para estudantes privados de liberdade

Em Colmeia, as aulas iniciaram no dia 7 de fevereiro Em Tocantinópolis estão sendo ofertadas turmas do 2º e 3º segmento da Educação de Jovens e Adultos – Dorismar - Trazer a EJA PPL para Tocantinópolis mostra a preocupação do Governo do Estado em levar uma educação de qualidade para todos
Foto: Divulgação / Governo do Tocantins

Núbia Daiana Mota / Governo do Tocantins

Visando garantir a oferta de Educação de qualidade para todos, o Governo do Estado expandiu, neste mês de fevereiro, o atendimento educacional para pessoas privadas de liberdade em dois novos municípios: Tocantinópolis e Colmeia. As aulas estão sendo ministradas nas cadeias públicas destas cidades por meio da parceria entre a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

Cerca de 35 reeducandos estão sendo beneficiados com a oferta do 2º e 3º segmento da Educação de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (EJA PPL) que correspondem aos anos  finais do ensino fundamental e ao ensino médio, respectivamente.

Em Tocantinópolis a aula inaugural foi realizada na segunda-feira, 19, pela Diretoria Regional de Educação. As turmas implantadas atenderão, inicialmente, 25 alunos. Na cadeia pública de Colmeia, cerca de 10 estudantes já estão estudando desde o dia 7 deste mês.

Para o estudante R.C.C., retomar os estudos, mesmo estando recluso, representa uma nova perspectiva de vida. “Voltar a estudar é algo que não tem preço, pois a educação é a ponte para todas as coisas. Eu tenho planos para ter uma profissão e melhorar de vida, mas por conta de não ter, ao menos, o ensino médio, dificulta para a gente ter mais oportunidades. Por isso, eu só tenho a ganhar estudando”, pontuou.

“Trazer a EJA para privados de liberdade para Tocantinópolis, mostra a preocupação do Governo do Estado em levar uma educação de qualidade para todos. Ficamos felizes em poder contribuir com o futuro deste público que necessita de um ensino capaz de desenvolver a capacidade crítica e criadora desses alunos, a fim de alertá-los para as possibilidades das suas escolhas e a importância delas para a vida deles”, enfatizou o diretor Regional de Educação de Tocantinópolis, Dorismar Carvalho.

A diretora da DRE de Colinas, Teônia de Cássia Medeiros, frisou a importância da escolarização para os reeducandos. “Oportunizar a continuidade dos estudos às pessoas privadas de liberdade permite que elas tenham uma nova chance de buscar uma mudança de vida. A DRE está empenhada em colaborar para que os alunos da EJA PPL de Colmeia tenham sucesso na aprendizagem”, destacou.

EJA PPL

A rede estadual de educação conta com 11 unidades escolares dentro do sistema prisional oferecendo a modalidade EJA PPL do 1º ao 3º segmento (correspondente aos ensinos fundamental e médio). Mais de 460 estudantes estão sendo atendidos, em 2018, pelo Governo do Estado, nas 11 escolas existentes nos sistema prisional e socioeducativo do Tocantins. Estas unidades escolares atendem jovens e adultos privados de liberdade em municípios pertencentes às DREs de Araguaína, Arraias, Colinas, Guaraí, Gurupi, Miracema, Palmas, Porto Nacional, Pedro Afonso e Tocantinópolis.

Para as escolas do sistema prisional, a Seduc oferece ainda mobiliário escolar, material didático, bem como formação continuada específica para professores, coordenadores pedagógicos e demais profissionais que atuam com este público.

Segundo a gestora da Seduc, professora Wanessa Zavarese Sechim, além das escolas regulares e prisionais, o Governo do Estado tem trabalhado para levar uma Educação de qualidade para todos.  “Nosso objetivo é fazer com que a Educação chegue para a totalidade dos estudantes tocantinenses. Temos concentrado todos os esforços para garantir o acesso, o atendimento, a permanência e o sucesso da aprendizagem, para os estudantes das escolas urbanas, do campo, da educação especial, das unidades indígenas, quilombolas e também para os alunos da EJA PPL”, disse. 


Tags: Tocantins EJA TO educação de jovens e adultos Seduc TO EJA PPL