NOTÍCIAS

robótica 18:28, 17 dez 2019 Cresce oferta de ensino de robótica no Piauí

Foto:

No Piauí, utilizando situações lúdicas e tecnologia, estudantes da rede pública estadual constroem e programam robôs de todos os tipos e formas e aplicam vários conhecimentos dentro da grade curricular. Essa inovação ganhou grande reforço em 2017 com a implantação do Programa de Fomento às Escolas de Tempo Integral e, hoje, os alunos participam de feiras de Robótica e já são premiados como fruto desse trabalho. 

Daniel de Oliveira, supervisor de Banco de Dados e Lotação dos Centros Estaduais de Tempo Integral, revela que inicialmente 30 escolas de Ensino Médio aderiram a matriz piloto, que contemplava o componente eletivo de Robótica.

"Hoje, 40 escolas da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) podem ministrar a disciplina de Robótica por meio dessa matriz e o número só cresce a cada ano. Esses professores contam com formação continuada e apoio técnico da coordenação da Seduc. Em 2020 a formação continuada acontecerá nas próprias escolas, com base nas necessidades apuradas nos anos anteriores e com o apoio dos professores que já ministraram a disciplina", afirma o supervisor.

A Seduc também fará a aquisição de kits para os estudantes, que já estão orçados e previstos no plano de trabalho, aguardando processo licitatório. A Seduc também planeja realizar um workshop de Robótica em 2020, para formar e divulgar ainda mais essa área do conhecimento entre os professores e alunos. Em 2019, só na área de robótica, 40 professores estão recebendo formação por meio do Centro de Formação dos Profissionais da Educação Antonino Freire (CFAF).

Os estudantes e professores desenvolvem os protótipos, participam e realizam feiras e eventos sobre o tema, a exemplo do Circuito de Ciências, Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), I Mostra de Tecnologia em Robótica da Rede Estadual e atividades escolares realizadas nos próprios centros de ensino, como a II Feira de Robótica com Arduino do CEEP Governador João Clímaco D´Almeida, o laboratório de Robótica da Unidade Escolar Patronato Nossa Senhora de Lourdes, de Campo Maior; e a I Feira de Tecnologia do Tempo Integral - Grupo de Pesquisa "PiauíRobo", realizada no CETI Didácio Silva, no início deste mês.

Segundo o professor responsável pelo acompanhamento de projetos em Robótica, Ranildo Lopes, a I Feira de Tecnologia do Tempo Integral foi um evento que permitiu a apresentação de projetos que utilizam pensamento computacional e a robótica, desenvolvidos com professores e alunos da Rede Estadual de Educação.

"A primeira Feira de Robótica das Escolas de Tempo Integral teve como objetivo promover e incentivar estudantes a vivenciarem a tecnologia em sala de aula e a desenvolver projetos utilizando o pensamento computacional e a robótica. Os estudantes utilizaram-se do aprendizado adquirido durante as oficinas para apresentarem todo seu conhecimento durante a Feira de Tecnologia", observa o professor. Dez escolas participaram desse primeiro encontro.
 
Matheus Pontes, aluno do 3º ano do Ensino Médio do CETI Didácio Silva, conta que o melhor das aulas de robótica é que os professores ensinam os fundamentos e reforçam o aprendizado demonstrando como tudo acontece na prática. "Além de pensarmos juntos nas soluções dos problemas para desenvolver um projeto, utilizando da Matemática, da Física e outras matérias, colocamos em prática tudo que aprendemos, o que é muito divertido, e no final quando o robô está pronto e funcionando é uma grande conquista que nos estimula mais ainda a estudar", diz.

Alberto Machado, Coordenador Geral das Escolas de Tempo Integral da Seduc, revela que o interesse dos alunos pela disciplina eletiva de Robótica vem crescendo muito nos últimos anos e a meta é expandir para todas as escolas de tempo integral que se interessem em adicioná-la em sua grade curricular.

"A Robótica Educacional na atualidade é crescente, apresentando uma riqueza interdisciplinar, seja na montagem de um robô ou na produção de projetos de robótica, abordando uma série de princípios matemáticos e físicos do imaginário juvenil. Nós como educadores e como instituição apoiamos essa ação que deixa a escola mais dinâmica e futurista e tem refletido, inclusive, no aumento de matrícula na rede, pois deixa as escolas no páreo das escolas de ponta", pontua o coordenador.


Tags: PI robótica