NOTÍCIAS

Pará 12:58, 25 jan 2017 Conselho Estadual de Educação do Pará reconhece avanços no ensino público

Membros do conselho ouviram um relato sobre o que foi feito no ano passado e os resultados positivos alcançados pelos estudantes da rede estadual do Pará. "Na Seduc atuam pessoas comprometidas com a qualidade da educação pública. Atuamos pela melhoria do ensino", afirmou a secretária Ana Hage. O secretário adjunto de Ensino, José Silva, apresentou as ações pedagógicas e ressaltou o desempenho dos estudantes das escolas estaduais no Ideb. Luiz Paulo Mendes, diretor de Recursos Tecnológicos e Imobiliários da Seduc, elencou o resultado das obras na infraestrutura física da rede estadual.
Foto: Agência Pará

A secretária de Estado de Educação, Ana Claudia Hage, secretários adjuntos e assessores da Seduc explanaram aos integrantes do Conselho Estadual de Educação (CEE), na quinta-feira (12), na sede da entidade, sobre as ações empreendidas pela Secretaria de Educação ao longo de 2016 e as programadas para 2017 visando o fortalecimento da rede pública estadual de ensino.

Os conselheiros ouviram um relato sobre o que a Seduc executou no ano passado; os resultados positivos alcançados pelos estudantes no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb 2015), no Pisa 2015 e no Sistema Paraense de Avaliação (Sispae), divulgados em 2016, e ainda sobre programação de obras em escolas e processo de merenda escolar. Após as explanações, os membros do CEE enalteceram as iniciativas da gestão da educação pública estadual.

“Observamos o esforço da Seduc para oferecer uma educação de qualidade aos estudantes da rede estadual. Essa atuação tem concretizado resultados positivos, e esperamos que esse processo tenha continuidade ao longo de 2017”, afirmou a presidente do CEE, Suely Menezes. Para o vice-presidente do conselho, Acácio Centeno, a eficiência educacional da secretaria pode ser constatada no desempenho dos estudantes nas avaliações, além de empreendimentos na infraestrutura das escolas e no fornecimento da merenda escolar.

Compromisso – “A gestão da Secretaria de Estado de Educação mostra à sociedade que na Seduc atuam pessoas comprometidas com a qualidade e a valorização da educação pública. Estamos em um processo de moralização da educação e permanentemente atuando pela melhoria do ensino na rede estadual”, afirmou a secretária Ana Hage.

O secretário adjunto de Ensino, José Roberto Silva, falou sobre ações pedagógicas da secretaria. Ele ressaltou o desempenho positivo obtido pelos estudantes das escolas estaduais no Ideb. O Pará obteve o segundo maior crescimento na nota do índice em 2015, subindo quatro posições no ranking nacional em comparação a 2013. O Pará era o 26º colocado em 2013 e subiu para a 22ª colocação em 2015, no ensino médio. Passou da nota 2,7 para 3,0.

Nos anos iniciais (1º ao 5º ano) do ensino fundamental, o Pará obteve a nota 4,2, superando a meta para 2015 que era de 4,1 e subindo dos 3,6 registrados em 2013. Nos anos finais (6º ao 9º ano), o Estado teve crescimento de 0,2, subindo do índice de 3,0 para 3,2. O melhor desempenho dos alunos em Língua Portuguesa e Matemática foi registrado no Sispae. Melhorou ainda o fluxo estudantil no Estado, ou seja, a Seduc combate a evasão e reprovação de alunos, por meio de projetos estratégicos, tornando a escola mais atrativa aos cidadãos.

As conquistas são fruto das ações relacionadas no Pacto pela Educação do Pará, que abrange 40 municípios-piloto como referência em conquistas para os demais municípios no Estado. O Pará também melhorou o desempenho no Pisa 2015, avaliação internacional da educação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). É o 18º em Ciências e Matemática e 17º em Leitura. Em 2017, a Seduc pretende intensificar, entre outras ações, projetos voltados para combater a distorção idade-ano escolar entre os estudantes e na melhoria da gestão escolar.

Obras – De 2011 a 2016, foram entregues 152 obras na rede pública estadual de ensino, entre 21 construções e 131 reformas. Até dezembro de 2018 devem ser concluídas 485 obras. A explanação sobre obras na infraestrutura física da rede estadual foi feita pelo secretário adjunto de Logística Escolar, Roberto Damasceno, e pelo diretor de Recursos Tecnológicos e Imobiliários, Luiz Paulo Mendes.

O fornecimento de merenda escolar pela Seduc vem sendo aprimorado nos últimos anos, e para 2017 contará com uma sistemática específica de aquisição e distribuição de 79 itens às escolas. São atendidos com a merenda escolar viabilizada pela Seduc 341 mil estudantes da Região Metropolitana de Belém e mais 21 municípios do Estado que não aderiram ao programa nacional de merenda escolar. A explanação foi feita pelas técnicas da Coordenadoria de Apoio ao Estudante (CAE) da Seduc, Leila Ferreira e Flávia Lira.


Texto: Eduardo Rocha

Fotos: Fernando Nobre


Tags: Gestão da Educação Pará PA