NOTÍCIAS

Paraná 13:17, 8 mar 2016 Comunidade participa do projeto Gestão Financeira na Escola

“Ao formarmos referências regionais, poderemos pensar um padrão para o Estado de acordo com o resultado obtido através pelo projeto, respeitando as características de cada escola” Manoel José Vicente "Teremos a oportunidade de conhecer melhor a dinâmica da escola com o andamento do programa e com isso fortalecer o padrão administrativo que é construído nessas unidades” Angela Kubersky Reunião da Coordenação de Apoio Financeiro à Rede Escolar e técnicos dos Núcleos Regionais de Educação
Foto: Hedeson Alves/SEED-PR

O reforço da participação da comunidade escolar na gestão dos recursos públicos que chegam às unidades de ensino da rede estadual é o foco da terceira fase do projeto Gestão Financeira na Escola, da Secretaria de Estado da Educação. Durante a Semana Pedagógica, foram debatidos os aspectos legais que envolvem a liberação de recursos públicos e a administração financeira coletiva nas escolas estaduais paranaenses.

Desenvolvido pela Coordenação de Apoio Financeiro à Rede Escolar da Secretaria da Educação e técnicos dos Núcleos Regionais de Educação, o projeto atende cinco escolas de diferentes regiões do Estado: os colégio estaduais Alberto de Carvalho (Prudentópolis), Herbert de Souza (São José dos Pinhais), Tupy Pinheiro (Guarapuava), Regente Feijó (Ponta Grossa) e Ilha das Peças (Guaraqueçaba).

REFERÊNCIA - Nas etapas anteriores foram apresentadas à comunidade as propostas e objetivos do projeto, que consistem em formar um agente financeiro dentro de cada escola, reforçar a participação de professores, funcionários, pais e alunos na administração dos recursos públicos e tornar essas escolas em referência na gestão financeira e pedagógica em suas regiões.

“Ao formarmos referências regionais, poderemos pensar um padrão para o Estado de acordo com o resultado obtido através pelo projeto, respeitando as características de cada escola”, destacou o chefe da coordenação de apoio financeiro à rede escolar, Manoel José Vicente.

Nas fases seguintes as equipes técnicas da Secretaria da Educação e núcleos regionais acompanharão as atividades junto com as escolas para tirar dúvidas e orientar os agentes financeiros e a comunidade sobre o andamento do programa e, com isso, fortalecer o padrão administrativo que é construído nessas unidades.

Na fase seguinte as equipes técnicas da Coordenação de Apoio Financeiro à Rede Escolar estarão acompanhando e desenvolvendo as atividades do projeto com todos os segmentos da escola. “Teremos a oportunidade de conhecer melhor a dinâmica da escola com o andamento do programa e com isso fortalecer o padrão administrativo que é construído nessas unidades”, ressaltou Angela Kubersky, Coordenadora de Prestação de Contas da CAF.

EDUCAÇÃO DE QUALIDADE - Os agentes financeiros atuam nas áreas mais burocráticas na administração dos recursos, dando suporte técnico aos diretores com as prestações de conta e execução de despesas, entre outras. “Ter uma pessoa na escola que entenda os tramites da gestão financeira facilita o nosso trabalho e reflete na qualidade do ensino que ofertamos porque a boa aplicação dos recursos está aliada aos avanços pedagógicos”, disse o diretor do Colégio Estadual Ilha das Peças, Jiu La Pastina.

Em Guarapuava, no Centro Sul, a comunidade escolar do Colégio Estadual Tupy Pinheiro, está animada com o início das atividades do projeto. “A nossa comunidade sempre participa da gestão dos recursos que chegam à escola. A expectativa é reforçarmos essa participação e dessa forma mostrarmos que a gestão democrática contribui na qualidade de ensino”, disse a diretora Beatriz Aparecida Neve.

Tags: Paraná PR Gestão Financeira na Escola