NOTÍCIAS

Bahia 12:28, 23 set 2020 Colégio estadual no distrito de Jussiape é referência de IDEB na Bahia e ressalta papel da família na aprendizagem

Colégio estadual no distrito de Jussiape é referência de IDEB na Bahia e ressalta papel da família na aprendizagem

O Colégio Estadual Rodolfo de Abreu, localizado no distrito de Caraguatai, no município de Jussiape, a 565 km de Salvador, está estre as escolas da Bahia que atingiram uma das melhores pontuações no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) para o Ensino Médio. Com a pontuação 5.0 no IDEB, a unidade escolar superou o seu índice alcançado em 2017, que foi de 4.3, e a meta nacional de 2019, de 4.3, e vem se tornando uma referência de melhoria a cada avaliação. O colégio, fundado em 1950, oferta o 9º ano do Ensino Fundamental, o Ensino Médio regular e a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Atualmente, a unidade escolar possui 110 estudantes matriculados. A diretora Jussimara Pereira atribuiu a pontuação no IDEB à boa relação com os estudantes, aos projetos desenvolvidos e à integração da família com a escola. “Por pertencermos a uma escola de pequeno porte, o número de estudantes por sala contribui para que o professor tenha um melhor contato com o estudante, atendendo-o de forma individual, a fim de entender suas dificuldades e buscar soluções para facilitar o aprendizado. Os projetos realizados anualmente, como a Feira de Ciências, Arte e Cultura, aumentam o relacionamento entre a família e a escola. Além disso, o contato entre os segmentos da comunidade escolar é muito significativo. Existe o respeito entre as partes. O cuidado e o amor pela escola é muito grande. Costumamos dizer que o colégio é a principal referência do distrito. A cada bom resultado obtido na educação é uma grande vitória para a comunidade. Estes bons resultados só nos orgulham e nos fazem prosseguir com entusiasmo e responsabilidade, com o intuito sempre de manter a nossa escola viva.”

A estudante Aylla do Espírito Santos, 18, que concluiu o Ensino Médio em 2019, falou da satisfação em ter feito parte deste marco na história da unidade escolar. "Creio que tudo isso começou a partir do momento em que sempre tivemos abertura e diálogo com a direção, professores e toda a equipe do colégio, pois realmente nos sentíamos em casa, pois a nossa escola sempre foi um ambiente que nos sentíamos seguros e entre amigos. Durante os anos, os professores trabalharam os conteúdos, mas sempre abordando o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). As prova do Sistema de Avaliação Baiano de Educação (SABE) e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB ) eram constantes na nossa rotina. Também era muito mais divertido quando fazíamos os projetos, feiras culturais e outros eventos. Esse ambiente de alegria, nos faz mais felizes e realizados", revelou.

O professor de Matemática Jailton Mendes comemorou o resultado obtido. "É através deste índice que é possível estabelecer metas e entender se os métodos pedagógicos aplicados nas escolas estão surtindo efeito. Desta forma, podemos acompanhar e melhorar na medida do possível a qualidade de ensino da escola pública. Isso representa uma grande satisfação, pois conseguimos melhorar  o nosso IDEB, ou seja,  mostra o nosso empenho e compromisso com uma educação de qualidade", afirmou.

Para Daniele Pereira, 40, mãe do estudante Ranniel Pereira, 18, que concluiu os estudos no colégio em 2019, o bom índice do IDEB é fruto de uma boa integração entre a escola e a comunidade. "Eu também sou ex-estudante do colégio e faço parte de uma das primeiras turmas que concluiu o Ensino Médio. Considero um colégio muito familiar e cooperativo, pois promove uma interação muito grande com as famílias. Os professores, gestores e estudantes são muito comprometidos e a gente vê de forma latente o compromisso e o acolhimento de toda a equipe. Vivemos em uma comunidade pequena e isso facilita o convívio e a integração. Acredito que a nota do IDEB se deve a esse conjunto de fatores", salientou.

Sobre o IDEB – O IDEB foi criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas. No Ensino Médio, a rede estadual de ensino saltou de 2,7 (2017) para 3,2 (2019). Este foi o melhor IDEB alcançado pela rede desde que o índice foi instituído, em 2007. Em termos relativos, percentuais, o IDEB da Bahia cresceu 18,5%, sendo o segundo maior crescimento do país. A Bahia também é um dos oito estados com aumento maior do IDEB, 0,5, maior do que a média nacional, que foi de 0,4.

O avanço também foi constatado nos ensinos Fundamental I e II da rede pública, que possuem ofertas pelas redes estadual e municipais. O IDEB demonstrou que, no Ensino Fundamental I (do 1º ao 5° ano), houve um crescimento de 4,7 (2017) para 4,9 (2019) e, no Ensino Fundamental II (do 6º ao 9º ano), o desempenho foi ainda melhor, avançando de 3,4 (2017) para 3,8 (2019).


Tags: Bahia IDEB BA Escolas Estaduais Secretaria da Educação do Estado da Bahia