NOTÍCIAS

Distrito Federal 09:47, 13 ago 2020 Atividades impressas são opção para quem não tem acesso à internet

Atividades impressas são opção para quem não tem acesso à internet

Unidades escolares se empenham para entregar conteúdo aos estudantes


A professora de Geografia do CED Incra 08 Margarethe Oliveira de Godoy organiza material impresso para estudantes. Crédito: Mary Leal / Ascom SEEDF

A entrega de material impresso a estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal tem sido uma importante aliada das escolas para que os alunos sem acesso à internet possam dar continuidade ao ano letivo.

Para atender os estudantes que não estão na plataforma Escola em Casa DF, as equipes gestoras e professores se organizam para garantir a entrega do material impresso, que tem o mesmo conteúdo oferecido na plataforma. Nesse caso, a frequência dos estudantes será registrada com o retorno das atividades.

Centro Educacional Incra 08 fica localizado em área rural de Brazlândia. Crédito: Mary Leal / Ascom SEEDF

Escola mobilizada

Garantir que o material impresso esteja disponível para a entrega exige que toda a comunidade escolar esteja engajada. É assim que acontece no Centro Educacional (CED) Incra 08, unidade localizada em área rural de Brazlândia.

A orientação da Secretaria de Educação é que as escolas possam entregar e receber os materiais a cada 15 dias, mas as unidades escolares têm autonomia para fazer seu próprio cronograma. No CED Incra 08, a entrega aos responsáveis pelos estudantes acontece semanalmente.

O desempenho dos alunos está sendo avaliado como positivo pela gestão da escola porque os estudantes estão conseguindo fazer as tarefas.

“Algum responsável da família vem pegar o material na escola toda segunda-feira e já deixa o da semana anterior. Para preparar as atividades, contamos com o apoio dos professores. Temos pelo menos dois educadores toda quinta e sexta-feira na escola para fazer a separação das atividades enviadas pelos demais profissionais. A cada semana há revezamento das equipes que organizam. Temos todo o cuidado ao imprimir e separar o material por pasta para os estudantes”, afirma a diretora do CED Incra 08, Solange Pereira.

A gestora explica que o material que chega fica de quarentena por quatro dias para que os professores realizem as correções, que são novamente devolvidas aos estudantes.

“Já iniciamos a organização da devolução das atividades para os estudantes. Nós fizemos toda a organização desse material na biblioteca, dividido em pastas. Cada educador coloca ali dentro da pastinha do aluno o material que ele corrigiu, com as devidas orientações, por exemplo, se o aluno não conseguiu atingir o objetivo da atividade, se precisa se esforçar mais. Isso tudo faz parte da avaliação do professor”, diz a diretora.

Solange Pereira é a diretora do CED Incra 08. Escola faz entrega semanal do material impresso
Crédito: Mary Leal, Ascom/SEEDF

Professores engajados

Desde abril, educadores do Centro Educacional Incra 08 já começaram a desenvolver projetos para atender os alunos e não deixá-los sem alternativa de estudo.

O professor de história Igor Trindade incentivou e fez um importante trabalho de interação individual com seus estudantes. “Fui atrás de um por um. Sei a situação de todos os alunos e tentamos incluir todo mundo na plataforma, mas há aqueles que não têm condições de ter acesso à internet até porque estamos numa área rural. Para esses estudantes, oferecemos o material impresso, que tem sido uma alternativa importante”, explica.

Na organização dos materiais que serão entregues, a professora de geografia Margarethe Oliveira de Godoy reforça o empenho de todos os colegas do CED para que os alunos sem acesso à plataforma sejam acompanhados caso a caso.

“Estamos fazendo todo o possível. Dá trabalho em organizar todo o material impresso para que toda semana os pais possam buscar aqui na escola e trazer de volta, mas estamos tentando chegar a todos os alunos da melhor maneira”, afirma a professora. Segundo ela, a escola tem buscado diversas maneiras de manter a comunicação com os responsáveis dos estudantes para mantê-los informados.

O professor de história Igor Trindade fez um importante trabalho de interação individual com seus estudantes
Crédito: Mary Leal / Ascom SEEDF

Orientações do Trabalho Pedagógico

Dentro dos esforços traçados pela Secretaria de Educação do Distrito Federal, no contexto do ensino remoto, a pasta divulgou orientações para a Organização do Trabalho da Orientação Educacional. Há recomendações quanto à plataforma Escola em Casa DF e o uso de material impresso.

Acesse as orientações

Maria Rita Guedes, Ascom/SEEDF

Tags: DF Distrito Federal #DF