10:53, 9 fev 2017
Pará

Alunos do interior do Pará se destacam nos vestibulares de instituições públicas

Foto: Agência Pará

Não foi apenas em Belém que os estudantes das escolas estaduais se destacaram nos processos seletivos das universidades públicas. Na Universidade Federal do Pará (UFPA), por exemplo, 1.970 alunos do interior conseguiram uma vaga. Boa parte foi aprovada em mais de uma instituição e em cursos bastante disputados, como Medicina.

No distrito de Americano, em Santa Izabel do Pará, região metropolitana de Belém, a alegria foi em dobro na casa das irmãs Ester e Sarah Almeida, aprovadas em mais de um vestibular este ano. Ester, 17 anos, garantiu vagas em Medicina nas universidades federal e estadual do Pará (Uepa). “Sempre quis essa profissão, então estudei muito e não pensei em tentar outro curso, apesar da grande concorrência, pois a minha família sempre me deu total apoio. Quando a gente tem um sonho, deve lutar para torná-lo realidade. Sempre estudei em escola pública. Apesar da grande concorrência, com empenho e dedicação conseguimos aprovação”, diz a estudante.

A irmã dela, Sarah, 19, foi aprovada em Terapia Ocupacional na UFPA e Enfermagem na Uepa. Ela também destaca que dedicação e fé são determinantes na conquista. “É uma vitória muito importante, não só para minha família, mas para todos os estudantes que agora podem concorrer em pé de igualdade com os da capital e garantir vagas nas universidades públicas”, frisa.

O pai das meninas, o moveleiro José Luis Carneiro, disse que concluiu o ensino médio com muita dificuldade e depois que já era casado. Para ele, não tem preço a emoção que sentiu no dia que levou as filhas pela primeira vez ao campus da UFPA, na última terça-feira (7), para efetivar a matrícula. “Aconselho os pais a orientarem os filhos, sem pressão, sobre a importância dos estudos, dando a cada um deles a oportunidade de escolher a profissão”, diz ele, que também tem um filho caçula, Jessé, 16 anos, aluno da Escola Magalhães Barata que, em 2018, prestará vestibular também para Medicina.

Destaque – Na localidade de Mocajatuba, no município de Colares, nordeste do Pará, o estudante Marcos Vinícius Correa Ribeiro, 15 anos, foi outro destaque: teve cinco aprovações, nos cursos de Medicina Veterinária, Licenciatura e Bacharelado em Música, Ciências Contábeis e Engenharia da Computação. Optou pelo Bacharelado em Música na Uepa.

“Estudei a vida toda nas escolas Francisco Palheta e Princesa Leopoldina, na zona rural. Somente no último ano fui transferido para a Eunice Wiver, no bairro da Pratinha, em Belém. É muito importante o incentivo da família e dos professores para se chegar a uma aprovação no vestibular das instituições públicas”, afirma ele, que foi aprovado na Uepa, Fundação Carlos Gomes, Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e Universidade da Amazônia (Unama).

As escolas de Colares, que fazem parte da 11ª Unidade Regional de Ensino (URE), com sede em Santa Izabel, aprovaram, no total, 31 estudantes nos processos seletivos de 2017.

Desempenhos – Em Ipixuna do Pará, no sudeste paraense, também houve muita comemoração após a divulgação do listão das instituições públicas. Vitor Lameira Neto comemorou três vezes após ouvir o nome entre os novos alunos dos cursos de Agronomia (Ufra), Pedagogia (UFPA) e Biologia (Uepa). “Optei por Biologia, que vou cursar em Paragominas. Estudei a vida toda em escola pública, e a aprovação em três instituições tem um valor muito grande, pois tinha tentado no ano passado e não conseguira”, destacou.

Em Monte Alegre, oeste paraense, a Escola Estadual Prefeito Carim Melém aprovou 30 estudantes. Em Abaetetuba, no nordeste do Estado, somente na Escola Francisco Xavier foram 150 aprovados. Em São João de Pirabas, no Salgado, Yasmin Sousa, 17, comemorou a aprovação no curso de Medicina de Marabá. Aluna da Escola Estadual Francisco da Silva, ela também foi aprovada em Direito na UFPA, campus Belém.

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) está totalizando o número de aprovados em todas as escolas de ensino médio do Pará. Na 5ª Regional, com sede em Santarém, por exemplo, foram aprovados 71 alunos. Aos poucos, o listão com o número de estudantes das escolas estaduais aumenta.

"Já solicitamos a todas as Unidades Seduc na Escola de Belém e dos demais municípios que nos enviem os nomes dos alunos aprovados. É uma relação significativa, pois graças ao esforço do Governo do Estado, que fez uma ação integrada, os alunos da rede estadual obtiveram êxito nos processos seletivos. Já sabemos que 67% dos alunos da UFPA e 63% da Uepa são de escolas públicas. No caso da Federal, o número específico das escolas estaduais está sendo processado, mas já sabemos que a maior parte dessas aprovações é de alunos das instituições estaduais”, explica o secretário adjunto de Ensino, Roberto Silva.


Texto:Kátia Aguiar

Fotos:Fernando Nobre


Tags Pará PA
Compartilhar

Outras Notícias