NOTÍCIAS

Premiação 10:31, 12 jun 2019 Aluno do Colégio Tiradentes II conquista 3º lugar na Feira Nacional Expo Milset Brasil em Fortaleza

Aluno do Colégio Tiradentes II conquista 3º lugar na Feira Nacional Expo Milset Brasil em Fortaleza

Rondônia volta a ser destaque na educação brasileira. O aluno Gabriel dos Santos Mota, 18, do Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Rondônia  (CTPM-II), localizado no distrito de Jaci-Paraná, e do Centro de Ciências e Tecnologia de Mutum-Paraná alcançou a 3ª colocação na Feira Expo Milset Brasil, realizada no período de 28 a 31 de maio, em Fortaleza (CE).

O estudante participou com um projeto inovador de sensor para detecção de vazamento de gás GLP, que acende uma lâmpada LED vermelha e aciona uma válvula e, imediatamente, trava a liberação do gás do botijão. O alarme fica acionado por 10 segundos e pode ser ouvido a uma distância de 12 metros. O sensor possibilita também detectar o vazamento de propano, hidrogênio e metano. O detalhe que mais impressionou os jurados é que o sensor emite uma mensagem pela internet para o dono da casa em tempo real. O terceiro lugar na Expo Milset Brasil, alcançado pelo aluno Gabriel dos Santos, pode ser considerada uma grande conquista, tendo em vista que 500 trabalhos foram inscritos e apenas 180 foram aprovados para participar do evento e reuniu alunos do ensino infantil, médio, técnico e superior do Brasil, Argentina, Peru, Paraguai, México e Chile.

Com o Projeto Sensor de Vazamento de Gás GLP, o estudante rondoniense obteve a honrosa classificação e provou que Rondônia vem conquistando importantes vitórias no processo de melhoria da qualidade do ensino, especialmente no campo da ciência e tecnologia, graças aos investimentos que o governo do Estado, por intermédio da secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc) tem realizado nas escolas estaduais.

Tendo como orientadora do projeto a professora de Química, Ailnete Mário do Nascimento, que é coordenadora do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT), Gabriel garante que o objetivo do seu projeto é a redução do preço do sensor, haja vista que os existentes no mercado são considerados de preços exorbitantes e a população mais carente não consegue adquiri-los.”Hoje um sensor custa em torno de R$ 1,200 mil e o meu fica em torno de R$ 80,00″, afirmou o aluno, que fez a pesquisa de preços. Dedicado, Gabriel ressaltou que seu sonho é fazer um curso técnico de Mecatrônica e superior na área de Engenharia.

A professora Ailnete acompanhou o estudante em Fortaleza, patrocinada pelo Consórcio Jirau, que investiu nas passagens e hospedagem da orientadora do projeto. O CCT funciona sob a coordenação pedagógica do Colégio Tiradentes da Polícia Militar II, gerido pela Seduc,e é fruto de uma parceria com a Energia Sustentável do Brasil, concessionária da Usina Hidrelétrica Jirau.

O diretor do CTPM-II, capitão PM Camilo, parabenizou o aluno e a professora pela conquista e afirmou que o trabalho que vem sendo realizado no processo ensino-aprendizagem deve levar Rondônia a novas conquistas, pois muitos são os projetos em andamento e que estarão aptos a participar de eventos tecnológicos.

O secretário de Estado da Educação de Rondônia (Seduc), professor Suamy Vivecananda Lacerda de Alencar, creditou a conquista ao esforço que o governador Marcos Rocha tem realizado pela melhoria da qualidade do ensino, nas escolas da rede estadual de Rondônia, e o apoio que os estabelecimento de ensino estão recebendo da Seduc.


Tags: Educação RO Premiação SeducRO