NOTÍCIAS

Gestão Educacional 23:13, 4 nov 2015 Alagoas inicia debates para construção do novo currículo da Educação Básica

Foto:

Contribuições para a elaboração do documento podem ser enviadas para o site basenacionalcomum.mec.goc.br

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) iniciaram oficialmente em outubro, a mobilização para as contribuições de Alagoas na construção da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que congregará o conteúdo fundamental a ser ensinado em sala de aula da Educação Infantil ao Ensino Médio. 

Em Maceió, Arapiraca, Delmiro Gouveia representantes das instituições integrantes do processo educacional e sociedade civil organizada estiveram reunidos simultaneamente para participar do primeiro seminário sobre a BNCC.

O evento socializou a proposta do Ministério da Educação (MEC) de ampliação dos espaços de discussões e efetivas contribuições locais para a construção do documento, apresentou o portal oficial para envio de propostas e identificou entre os participantes novas proposições de mobilização. 

Para o secretário de Estado da  Educação, Luciano Barbosa, o debate em torno da BNCC representa um momento de afirmação democrática.

“Estamos trazendo para dentro das escolas a prática da discussão, do convencimento pela argumentação e da construção de uma sociedade baseada no respeito às nossas diversidades, sem abrir mão do que há de comum entre nós. Estamos dando um passo importante dentro das unidades de ensino, colocando lado a lado a democracia participativa”, declarou.

Participação

De acordo com o superintende de Políticas Educacionais e membro da Comissão de Mobilização para a construção da BNCC, Ricardo Lisboa, todos podem colaborar para a construção do documento em todas as áreas de conhecimento, de forma individual ou institucionalmente.

Para isto, basta acessar o portal basenacionalcomum.mec.goc.br, preferencialmente pelo navegador Mozilla Firefox, efetuar o cadastro e enviar suas contribuições até o dia 15 de dezembro.

“Esta participação é fundamental. O resultado será mais significativo pela forma como o processo se dará, com discussões efetivas entre todas as instituições envolvidas, inclusive as escolas. Esta base nacional construída coletivamente será uma referência para que estados e municípios construam ou atualizem seus currículos”, afirmou.

Mobilizações

Em Maceió, participaram da mobilização representações da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Conselho Estadual de Educação (CEE), Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinteal), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Fórum Estadual Permanente de Educação (Fepeal), Gerências Regionais de Educação (Geres), Superintendências das áreas finalísticas da Seduc.  

Na ocasião, os participantes afirmaram o compromisso de mobilizar seus entes. Um destes foi a representante da Undime, Josefa da Conceição. 

“É uma iniciativa histórica, onde o Brasil inteiro está sendo convidado a participar e todos os municípios alagoanos serão convidados. Vamos promover momentos de discussão paralelamente à Educação”, declarou.

A Seduc será responsável pela sistematização das propostas alagoanas para a BNCC e terá até o dia 15 de fevereiro de 2016 para efetuá-las e enviá-las ao MEC. Até lá, o órgão promove, por meio das Geres, mobilização em todas as regiões do estado e ainda realiza encontros semanais com estudos sobre o tema todas as quintas-feiras, a partir das 14h, na Escola Estadual Correia Titara, no Cepa.  


Tags: AL BNC Gestão Educacional BNCC