NOTÍCIAS

Gestão da Educação 11:59, 5 jul 2019 Agenda da aprendizagem

Agenda da aprendizagem

Fortalecimento da educação paraense é debatida entre Governo do Estado e Prefeituras

Reverter os indicadores que colocam o Pará entre os piores estados da federação em educação pública do Brasil é um dos grandes desafios do governo do estado e dos municípios paraenses. A afirmação é do governador Helder Barbalho durante a abertura da Reunião de Gestão de Governo do Estado com Municípios, realizada ontem, em Belém.

 O objetivo foi discutir, de forma compartilhada, soluções para a educação. Segundo o governador seria um equívoco o estado conceber uma estratégia educacional para avaliar a educação sem consultar os municípios. Mas, para ele, a meta de reverter os indicadores negativos precisa ser um compromisso de todos. “Não pode ser só discurso, tem que ter uma ação efetiva, uma ação compartilhada do Estado e dos municípios”, destacou. 

Nesses seis primeiros meses de gestão, foi diagnosticada a realidade da educação e constatada a situação dramática de evasão escolar e reprovação em quase todas as avaliações nacionais. "Temos de enfrentar esses indicadores, reverter o diagnóstico e colocar o Pará num outro patamar de ensino", conclamou o governador.

A Seduc está empenhada em democratizar o debate da educação, a fim de estabelecer laços de colaboração com todos os agentes públicos. A Secretaria realiza desde maio Encontros Regionais para debater estratégia que cada região deve fazer para a educação. “Mas se não tiver decisão do prefeito, da prefeita, do secretário, não mudará em nada essa realidade”, ponderou Helder.

A secretária de estado de educação, Leila Freire, esclareceu que a reunião é a continuação do diálogo iniciado nos encontros regionais. "Agora é hora de pactuar esses compromissos com prefeitos e prefeitas. Sairemos daqui com o movimento Educa Pará, com o compromisso de que fora da escola não pode", resumiu. Durante a abertura do evento, Leila Freire apresentou os resultados dos Encontros Estaduais de Educação realizados nas regiões nordeste, sudeste, metropolitana e em Belém. O encontro ainda acontecerá em Breves e Altamira no próximo mês de agosto. Freire enumerou ao menos 14 desafios para garantir uma agenda de aprendizagem adequada, entre eles desenvolvimento humano, melhorar a proficiência e equilibrar a idade/série. “Queremos que cada regional possa estabelecer o que chamamos de agenda para aprendizagem no Pará, que não discuta apenas a rede estadual de ensino ou a rede municipal de ensino, mas que discuta a rede de educação pública no estado”, concluiu.

O prefeito de Santarém e presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará, Nélio Aguiar, disse que é preciso reverter a realidade da educação, sem separar a rede estadual e municipal, e com o envolvimento de todos. “Municípios e estado sendo parceiros a tendência é só avançar”, considerou.


Foto: Rai Pontes

Tags: Gestão da Educação Pará PA