NOTÍCIAS

Educação 17:31, 8 mar 2018 A paixão feminina de aprender e ensinar dos professores do Pará

Foto:

O que move uma mulher a tornar-se professora? A ser a pessoa que responderá, todos os dias, pela formação de crianças, adolescentes e adultos em turmas, turnos e municípios diferenciados? Para a paraense Maria Josiane da Silva Nery, 32 anos, a resposta surge de forma bem clara: a paixão.

Josiane é professora há oito anos e sua referência para estudantes e pais de alunos cresceu muito nos últimos dois anos, graças a ousadia da professora em investir em novas metodologias em prol do ensino aprendizagem.

A professora Josiane conquistou, em 2017, o reconhecimento do seu trabalho por meio do Prêmio Professores do Brasil-2017. Ela obteve o primeiro lugar na etapa estadual. Outra premiação foi à conquista da Medalha Mérito Cabanagem, como paraense de destaque no ano de 2017. “As premiações são importantes como incentivo ao nosso trabalho focado em contribuir com a aprendizagem dos estudantes”, afirma Josiane.

As premiações alcançadas por Josiane são fruto da disposição dela em oferecer um trabalho pedagógico de qualidade para os alunos. Com essa disposição, a professora atua nas escolas estaduais Padre Salvador Traccaiolli e Clotilde Pereira, ambas no município de Castanhal.

“Sou professora na rede estadual de educação há 8 anos. No início, não pensava em ser professora, mas aos poucos fui me apaixonando pela profissão. Os problemas pelos quais as escolas e a educação passam eu encaro como desafios a serem superados, o que acaba me motivando a oferecer um trabalho de qualidade para os alunos”, afirma.

Em 2016 e 2017, a professora desenvolveu um trabalho de valorização da ciência junto aos alunos do Ensino Médio. “Nesse trabalho, os alunos tiveram a oportunidade de vivenciar o método científico em todas as suas etapas, por meio de uma pesquisa sobre a flora presente na área da escola”, relata.  O projeto e outras ações resultaram nas premiações que, agora, contribuem para incentivar ainda mais Josiane na profissão.

Iniciativas como essa de aproveitar o próprio ambiente escolar para ensinar conteúdos para alunos indicam a vocação de professoras na rede estadual de ensino.

Texto:Eduardo Rocha, (Ascom Seduc)

Foto: Arquivo (Ascom Seduc)


Tags: Educação Pará PA Educação de Qualidade Incentivo